- Polícia

Polícia Civil apreende adolescente em flagrante por homicídio de agricultora ocorrido em comunidade no bairro Tarumã-Açu

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), realizou na noite de segunda-feira (10/12) os procedimentos cabíveis em torno da apreensão em flagrante de um adolescente de 17 anos, autor do homicídio da agricultora Irene de Andrade. O crime ocorreu na madrugada daquele mesmo dia, por volta de 1h, na avenida Professor Paulo Graça, Comunidade São Tomé, bairro Tarumã-Açu, zona rural de Manaus. A vítima tinha 57 anos.

De acordo com o delegado Paulo Benelli,titular da Deaai, o adolescente foi apreendido por policiais civis lotados na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), naquele mesmo dia, por volta das 13h, na casa onde residia, próximo ao local do delito. Ele foi levado primeiramente à DEHS e, em seguida, foi conduzido à Deaai. Segundo a autoridade policial, no dia do crime a vítima havia convidado o adolescente e um vizinho para consumir bebidas alcoólicas na residência dela.

“Na ocasião, Irene, o adolescente e o vizinho estavam bebendo, quando o vizinho dormiu na casa da vítima. Enquanto o homem dormia, segundo relatos do adolescente, por meio de termo de declaração, ele e Irene mantiveram relações sexuais. Após o ato, o vizinho acordou e foi embora para a casa dele. Em seguida, o adolescente e a vítima tiveram uma discussão porque ele comentou que o vizinho tinha interesse em manter um relacionamento afetivo com a irmã mais nova dela”, explicou Benelli.

O titular da Deaai informou que, em seguida, o adolescente empurrou a vítima de uma escada, desferiu socos na mulher e utilizou uma enxada para golpeá-la, ocasionando o óbito. O delegado destacou que após o ato, o adolescente ainda tirou as calças da mulher, com a intenção de atear fogo no corpo dela. “Ele argumentou que só não colocou em prática o que pretendia por não ter um isqueiro à vista”, disse.

Conforme Benelli, durante depoimento o vizinho da vítima que estava no local antes do crime, disse que o adolescente relatou para ele que após o crime, ainda teria praticado vilipêndio a cadáver. “Vamos apurar se este ato realmente aconteceu. Somente após os resultados dos exames periciais poderemos nos certificar deste fato”, declarou.
Apreensão– O adolescente foi apreendido em flagrante por ato infracional análogo ao crime de homicídio. Ao término dos procedimentos legais na Deaai, ele será encaminhado para audiência no Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM).

Fonte: PC


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *