- Polícia

Polícia Civil cumpre mandado de prisão por descumprimento de medida protetiva na zona leste da capital

Nesta terça-feira (28/07), por volta das 11h, equipes da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) da zona centro-sul prenderam, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, um homem, 39 anos, por injúria, ameaça e descumprimento de medida protetiva contra a sua ex-companheira, uma mulher de 44 anos.

De acordo com a delegada Acácia Pacheco, titular da unidade policial, o infrator foi preso na rotatória conhecida como Bola da Samsung, no bairro Gilberto Mestrinho, zona leste. Na ocasião do fato, a vítima e o autor estavam em uma audiência para tratar da dissolução da união estável dos dois, bem como definição da pensão alimentícia e guarda compartilhada dos dois filhos.

Em depoimento, a vítima relatou que, no dia nove de janeiro deste ano, por volta das 10h30, foi ao Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos (Cejusc) e, ao entrar na audiência, o conciliador informou que era deficiente visual e que então, o autor, aproveitando-se da condição do conciliador, começou a fazer gestos labiais, chamando-a de palavras de baixo calão, e gestos obscenos, assim, ela se sentiu intimidada e ameaçada.

“Constam, na Especializada, quatro Boletins de Ocorrência (BO) por injúria, ameaça e descumprimento de medida protetiva. O mais recente foi em janeiro deste ano, quando o mesmo foi até a residência de sua ex-companheira para ameaçá-la”, explicou a delegada.

Conforme a autoridade policial, o casal viveu junto por 11 anos, entretanto, o relacionamento sempre foi conturbado por parte do infrator contra a vítima, que temia se separar do indivíduo por dependência financeira.

A titular da Especializada destacou, ainda, que após ter ingressado com mandado de prisão em nome do homem, a ordem judicial foi expedida, no dia oito de julho deste ano, pela juíza Eline Paixão da Central de Inquéritos.

Procedimentos – O homem foi indiciado por injúria, ameaça e descumprimento de medida protetiva e após os trâmites na unidade policial, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: Divulgação / PC-AM


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *