- Polícia

Recapturado foragido de presídio suspeito de participar de assalto à escola na BR 174

Um dos 35 presos que escapou durante fuga em massa do Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM II) foi recapturado pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (23). O foragido Valdecy da Silva Cardoso, de 20 anos, foi localizado em sítio na Zona Rural de Rio Preto da Eva. O presidiário é suspeito de ter participado do assalto a uma escola municipal na Zona Rural da capital.

O foragido foi encontrado por volta das 8h30 em um sítio na rodovia, no KM 19. As equipes da 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) realizavam buscas depois que recebeu denúncia anônima sobre localização de foragidos do presídio.

“Valdecy foi localizado quando estávamos investigando possíveis suspeitos de crimes ao longo da BR-174, na AM-010, nos sítios e escolas. Quando o abordamos, ele estava sem documentos, eu disse que iria encaminhá-lo para delegacia para fazer identificação. Ele ficou apavorado e disse que era foragido do pavilhão 5 do CDPM II”, disse o delegado titular da 36ª DIP, Jony Leão.

Valdecy Cardoso já responde a três processos criminais, sendo um por roubo e dois por tráfico de drogas. De acordo com as investigações, o presidiário integra uma facção criminosa originária do Sudeste do país, mas que atua no Amazonas.

Desde a fuga em maio, somente 13 dos 35 detentos que fugiram foram presos. A polícia suspeita que vários crimes foram cometidos em Manaus e região por esse grupo de foragidos.

Um dos crimes mais recentes com possível participação de foragidos ocorreu na Escola Municipal Padre Calleri, situada no KM 13 da BR-174. Professores, alunos e funcionários foram feitos reféns durante um assalto. Homens armados e usando com máscaras de personagens infantis invadiram o local e chegaram a agredir vítimas.

Para Polícia Civil, um dos criminosos envolvidos no roubo é presidiário Cardoso, que teria recebido apoio de outras pessoas.

“Ele nega autoria desse crime, mas vou repassar todas as informações para Delegacia de Presidente Figueiredo e possa dar continuidade as investigações para identificar os comparsas desse crime”, comentou o delegado.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *