- Polícia

Taxista preso por ajudar grupo em arrastão por diversos bairros

Um taxista de 27 anos foi preso suspeito de participar de um arrastão em vários bairros da cidade na noite desta segunda-feira (15). Junto com ele, mais quatro homens armados e uma mulher comandaram a ação.

“Eles disseram que, se eu colaborasse com eles, iam me dar uma ajuda. Eu só fui dirigindo o carro. Meu aluguel ia vencer hoje. Foi um momento de leseira”, afirmou o preso.

De acordo com o taxista, ele pegou uma passageira por volta do meio dia, em uma viagem do centro para o bairro do Mauazinho, Zona Sul de Manaus. Eles trocaram contatos e a jovem disse que acionaria o taxista para um “trabalho” por volta das 15h.

“Às 14h30 ela me ligou e eu voltei no Mauazinho. Ela entrou no carro com uma faca e outros dois homens (um com faca e outro com revólver). Me disseram para colaborar com eles que eu ia ganhar com isso. Eu tava precisando e, num momento de leseira, não pensei nas consequências depois”, disse o suspeito.

O primeiro assalto foi realizado em uma distribuidora de bebidas e gás no bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. “Não sei quantos eles pegaram. Só sei que me deram R$50 pra colocar de gasolina”, disse. O crime ocorreu por volta das 16h.

Em seguida, o bando partiu para um mercadinho no bairro Japiim na Zona sul de Manaus. Entretanto, a ação foi abortada após os suspeitos verem que o estabelecimento possuía câmeras de segurança.

Em seguida, o taxista e o bando armado ficaram rodando pela cidade. Eles voltaram para o bairro Mauazinho e pegaram mais dois suspeitos armados.

O bando seguiu para o Terminal 2, no bairro Cachoeirinha. “Quatro desceram do carro e um ficou com a faca no meu pescoço me ameaçando a colaborar. Os quatro entraram no ônibus e eu fui seguindo o coletivo com um cara do meu lado, me ameaçando”, disse o taxista.Após roubar celulares e dinheiro dos passageiros do ônibus da linha 621, os suspeitos voltaram para o táxi e foram deixados em casa, no bairro Mauzinho.

O taxista disse que ficou com um celular e R$100 em espécie. “ Não sei dizer quanto de dinheiro ou quantos celulares o bando ficou”, disse o taxista.

O bando fugiu a pé e ainda não foi preso ou identificado.

O taxista foi preso por volta das 20h30, por policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), no bairro Morro da Liberdade, Zona Sul de Manaus.

De acordo com o delegado Pablo Geovani do 9º Distrito Integrado de Polícia (Dip), tem sido cada vez mais comum envolvimento de taxistas em crimes.

“Tem sido algo comum utilizar taxistas ou motoristas de aplicativos para cometer assaltos. Uns aceitam para obter vantagem e outros alegam que são forçados”, disse o delegado.

Ele investiga quatro casos em que esses profissionais do trânsito informam terem sido obrigados ou convencidos a participar do crime. O taxista foi apresentado durante plantão de flagrantes, no 9º Distrito Integrado de Polícia (Dip), que fica na Zona Leste de Manaus. Na tarde desta terça-feira (16), ele será encaminhado para audiência de custódia no Fórum Henoch Reis, no bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus.

Fonte: G1/AM


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *