- Polícia

Trio é preso suspeito de roubar R$ 30 mil de distribuidora de bebidas em Manaus

Três homens foram presos nesta quarta-feira (13) suspeitos de roubarem uma distribuidora de bebidas no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte de Manaus. O crime aconteceu no dia 7 de janeiro, quando eles levaram uma quantia de R$ 30 mil do estabelecimento. O sobrinho do proprietário do estabelecimento está entre os presos e confessou que organizou a ação para se vingar do tio.

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a distribuidora de bebidas foi assaltada por três homens armados no dia 7 de janeiro. Os suspeitos levaram R$ 30 mil que estavam escondidos em caixas de cerveja no banheiro do estabelecimento.

“Em seguida, os donos do estabelecimento registraram o crime e começamos a investigar. A rapidez com que o assalto aconteceu chamou a nossa atenção. Foi em cerca de dois minutos. Eles foram direto onde o dinheiro estava escondido”, disse o delegado.

O delegado informou que um sobrinho do dono do estabelecimento foi interrogado. Ele disse que trabalhava no dia do crime, mas acabou confessando que participou do crime. Felipe Gomes da Silva, de 24 anos, disse ter sido o mentor do assalto a distribuidora.

“Ele contou que fez para se vingar do tio. Ele disse que trabalhava 12h por dia e recebia apenas R$ 180 por semana. Para se vingar do tio, como ele sabia que guardava uma grande quantidade de dinheiro, passou a informação para Marcos André Lima Ribeiro, de 31 anos, que chamou mais três comparsas”, explicou Cunha.

Ainda conforme o delegado, Rayron da Rocha Anselmo, de 26 anos, dirigiu o carro até o estabelecimento, junto de Marcos, um adolescente e outro envolvido que segue foragido. Os suspeitos fugiram com o dinheiro e repartiram em partes iguais, entre si.

A polícia conseguiu identificá-los e, na tarde de quarta-feira (13), conseguiu prender três dos cinco envolvidos, no bairro Colônia Oliveira Machado. Um adolescente e o quinto envolvido no crime seguem foragidos.

O dinheiro roubado no crime não foi recuperado pela polícia. Conforme o delegado, os suspeitos informaram que já haviam gastado a quantia que receberam com drogas, festas e reformas em casas.

Ainda conforme Cunha, um dos suspeitos já tinha diversas passagens pela polícia pelos crimes de roubo, porte de arma de fogo de uso restrito e ainda possuía um mandado de prisão em aberto, após fugir de uma unidade prisional da cidade.

Apresentados em uma coletiva de imprensa no 13º DIP, na quinta-feira (14), os suspeitos preferiram não comentar sobre o crime.

O trio deve responder pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. Após os procedimentos cabíveis na delegacia, eles devem ser encaminhados para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

Fonte: G1 AM


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *