- Polícia

Trio suspeito de envolvimento em latrocínio contra vigilante é preso

Três homens foram presos nesta terça-feira (27), no bairro Santa Etelvina, na Zona Norte da capital, suspeitos de envolvimento no latrocínio que teve como vítima, um vigilante de 49 anos que ocorreu em setembro deste ano. De acordo com a polícia, além deles, mais dois suspeitos participaram do crime. Um está preso no Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT), e o quinto suspeito, já identificado, está foragido.

Conforme a polícia, os suspeitos envolvidos no latrocínio, Gelcy Gonçalves Ferreira, 37 e Henrique Taylor Valoes, 20, foram presos nesta terça-feira (27), em um conjunto habitacional do bairro Santa Etelvina. Natanael Santos Rodrigues, 20, foi preso no bairro da Compensa, Zona Oeste de Manaus. O quarto envolvido, Fran Lenno da Cruz Silva, 23, já está preso no Ipat, pelo crime de outro roubo. O quinto suspeito, Marlon Veras Barragan Santos, está foragido.

Segundo o delegado titular da Delegacia Especializa em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Adriano Félix, durante as investigações, descobriu-se que o grupo teria cometido outros roubos pela cidade.

O Caso
No dia 13 de setembo deste ano, os suspeitos roubaram um carro modelo Siena, em uma Unidade Básica de Saúde (UBS), no bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus. Com este veículo, os suspeitos realizaram um roubo no dia 16, em um lanche no mesmo bairro. E no dia 17 de setembro, eles participaram do latrocínio no bairro Santo Agostinho, Zona Oeste de Manaus.

Na ocasião, um vigilante de 49 anos foi morto com um tiro na nuca, dentro de uma papelaria. Ele era funcionário do estabelecimento onde o crime ocorreu. Três suspeitos entraram no local e cometeram o assassinato.

“Por meio das imagens do estabelecimento, conseguimos identificar os cinco indivíduos que patricavam esse tipo de crime. Um, infelizmente, ainda está foragido, que é o Marlon. Mas os outros quatro indivíduos que estavam no latrocínio, estão presos. Inclusive, o Fran Lenno já cumpre pena por roubo”, explicou o delegado.

Flagrante durante investigações
No decorrer das buscas de apreensão contra os suspeitos envolvidos no latrocínio, um deles informou que, em uma invasão, na localidade do Santa Etelvina, estariam escondidas drogas. Ao se deslocar até o local, a polícia prendeu, em flagrante, três pessoas por tráfico de drogas. Foram encontradas mais de 100 trouxinhas de maconha, 15 trouxinhas de cocaína, além de uma espingarda calibre 12 e uma capa de colete balístico.

“Durante o trabalho investigativo, a gente percebeu que os infratores, na invasão Paraíso Verde, andavam livremente com armamento. A Polícia já estava fazendo esse trabalho investigativo, no intuito de identificar cada um desses traficantes que aterrorizam a comunidade e a conexão, como Gelcy é o mandante desse latrocínio. Ele arrumava esses carros roubados, fornecia armas para que esses criminosos saíssem pela cidade praticando esse tipo de crime”, completou.

Durante outra abordagem na invasão, foram presos Carlos André Gomes Marinho, 35, Glaucinei Abreu Barbosa, 21 e Maria da Conceição de Oliveira Bulcão, 40, que é esposa de Gelcy. O trio foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, associação criminosa armada, além de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, eles devem ser encaminhados para Audiência de Custódia, no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Sul de Manaus.

Os suspeitos Fran Lenno, Gelcy, Henrique e Natanael foram indiciados por latrocínio e associação criminosa para o tráfico de drogas. Por serem presos em cumprimento de mandado de prisão preventiva, os suspeitos serão levados para uma unidade prisional de Manaus.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *