- Política

Câmara deve votar adiamento da vigência da Lei Geral de Dados

“Vamos votar [a MP 959] e queremos votar a PEC do senador Eduardo Gomes que trata a questão dos dados como direito universal. É uma PEC importante porque vai ter um impacto grande inclusive na decisão da própria agência. Infelizmente a decisão do governo Temer, que eu só elogio, mas foi um erro mandar a agência como de governo e não de Estado, foi um erro que teremos que corrigir”.

Maia defende que além de adiar é importante fazer um acordo com o governo para o início do funcionamento da agência.

“Se a decisão é adiar precisamos fazer um acordo para valer com o governo para saber qual é o momento que a agência vai começar a funcionar. Não podemos continuar trabalhando. Mundo inteiro, União Europeia com texto de proteção de dados que nós olharmos na legislatura passada, mas o não início do funcionamento da agência também gera insegurança aqueles que olham o Brasil para seus investimentos”.

As entidades apoiam a Lei Geral de Dados, mas pedem urgência na estruturação da agência porque precisam fazer investimentos para se adequar às exigências da Lei.

Fonte: R7


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *