- Política

‘Desentendimentos pessoais acontecem’, diz Paulo Guedes

Dois dias após protagonizar um bate-boca na Câmara dos Deputados, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira (5) estar tranquilo quanto ao andamento da reforma da Previdência.

O ministro não se referiu diretamente ao episódio envolvendo o deputado Zeca Dirceu (PT-SP), mas minimizou o que chamou de “ruídos”.

“Uma coisa são os humores pessoais, desentendimentos eventuais de personalidades… essas coisas acontecem, são ruídos. O que interessa é a dinâmica maior dos eventos”, afirmou a uma plateia de empresários durante o Fórum Empresarial Lide, em Campos do Jordão (SP).

Na quarta-fiera (3), o Zeca Dirceu chamou Guedes de “tigrão” com os pobres e “tchutchuca” com os ricos.

O ministro se irritou e gritou: “tchutchuca é a mãe, a avó”. A sessão da Comissão de Constituição e de Justiça e Cidadania precisou se interrompida após o bate-boca.

Sobre o episódio, Guedes disse ter tratado “com algum desrespeito quem me tratou por mais de seis horas com muito desrespeito”.

Ele reconheceu, no entanto, que o modelo proposto pelo governo — que pretende economizar R$ 1 trilhão em dez anos — pode não ser integralmente aprovado. Admitiu a chance de haver apenas “um remendo”, mas pontuou ser importante a discussão da Previdência em Brasília.

Segundo Guedes, “está havendo uma avaliação um pouco cáustica em relação ao governo”. “Na minha opinião vem de desinformação”, completou.

Em diversos momentos do discurso, Guedes elogiou a capacidade dos líderes políticos e principalmente Rodrigo Maia, que também estava presente no evento. ”
Um cara que sabe fazer as coisas”, declarou.

“A minha experiência com a classe política tem sido a melhor possível. Tem uma minoria que fica ali batendo bumbo…”

Fonte: R7


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *