- Política

Eduardo Braga recusa convite para ser relator da CPI da Covid e declara apoio a Renan Calheiros

Convidado pelo senador Omar Aziz (PSD-AM) para ser o relator da CPI da Covid, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) recusou o posto e defendeu que Renan Calheiros (MDB-AL) seja o relator.

Omar Aziz é um dos integrantes da comissão e, por acordo entre os partidos, deverá assumir a presidência da CPI. Diante disso, já se adiantou e convidou Eduardo Braga para a relatoria.

A presidência da CPI ficaria com o MDB, maior bancada da Casa, mas o partido optou por escolher o relator. Com isso, o PSD, segunda maior bancada, ficará com a presidência, e o indicado deverá ser Omar Aziz.

“Irei apoiar Renan [Calheiros]”, disse Eduardo Braga ao repórter Nilson Klava, da GloboNews.

O grupo que representa seis senadores independentes e de oposição fará uma reunião virtual nesta sexta-feira à tarde para bater o martelo.

Atendendo a uma determinação do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), criou a CPI na terça (13).

Um dia depois, na quarta (14), o plenário do STF referendou a decisão de Barroso e, nesta quinta (15), Pacheco leu os nomes dos integrantes, último passo antes da instalação.

A defesa do nome de Renan Calheiros para a relatoria, no entanto, é motivo de preocupação no Palácio do Planalto.

Omar Aziz já sinalizou que o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do pedido de criação da CPI, será o vice-presidente da comissão.

“Dizem que o governo continua a não querer (meu nome). Mas, eu acho que qualquer um dos seis serve. O Importante e mantermos esse núcleo para darmos a direção da CPI”, disse Renan ao blog.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *