- Política

Ex-prefeito vai coordenar campanha de Amazonino em Iranduba

O ex-prefeito de Iranduba José Maria Muniz foi convidado pelo candidato Amazonino Mendes (PDT), da coligação “Eu voto no Amazonas”, para coordenar a campanha em Iranduba. De acordo com Muniz, o motivo do convite foi devido sua habilidade e articulação política e o fato de já ter sido prefeito daquele município por três mandatos.

Logo após o convite, José Maria convocou as lideranças do Mutirão e do Cacau-pirêra para uma reunião para preparar o planejamento de campanha nas localidades onde Amazonino teve baixa votação.

“Tão logo fui informado do convite pelo governador, telefonei para as lideranças que conheço de longa data e agendei uma reunião para traçar o planejamento para o segundo turno das eleições. Alguns vereadores que no primeiro turno fizeram oposição ao governo foram convocados para integrar o grupo de campanha. Tive também uma conversa com o atual prefeito de Iranduba, “Chico Doido” que deverá prestar apoio, mas não poderá dar uma atenção maior por causa de suas atribuições e compromissos junto à prefeitura”, destacou Muniz.

Quando foi prefeito de Iranduba, José Maria comprou para servir as comunidades motor de luz, poço artesiano, abriu ramais para o escoamento da produção, fez doação de terrenos dividindo em lotes para os mais carentes e necessitados. Construiu escolas, instalou rede de 22 quilômetros de energia elétrica na comunidade do Janauari.

Manacapuru, em 1995 sofria uma série de apagões (interrupção no fornecimento de energia), resultando em graves prejuízos para a indústria, o comércio e as residências, e na condição de prefeito de Iranduba e a pedido do então governador Amazonino Mendes, cedeu à “Princesinha do Solimões”, não sem levar umas boas “pancadas” de adversários, um grupo gerador de 6.000 KVA, que tirou a cidade da gravíssima crise de abastecimento. Por esse fato, José Maria e Amazonino, posteriormente, foram homenageados pelo povo e autoridades locais em evento público, na orla do Miriti, bairro da Liberdade.

Texto: Juscelino Costa


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *