- Política

Fala de Nise Yamaguchi sobre vacina gera tumulto na CPI da Covid; ‘desconsiderem’, diz Omar

Uma fala da médica Nise Yamaguchi sobre vacinas gerou tumulto na sessão da CPI da Covid desta terça-feira (1º).

O relator, Renan Calheiros (MDB-AL), mostrou um vídeo em que a médica falava que não era necessário que as pessoas tomassem vacina “aleatoriamente”.

Confrontada com o vídeo, Nise disse que não discordava de sua fala no vídeo. O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), interveio:

“A doutora Nise, com essa voz calma, tranquila, é convincente. Peço que desconsiderem o que ela está dizendo em relação à vacina”, disse Omar. “O brasileiro precisa de duas [doses] de vacina. A vacina salva”, continuou o presidente da CPI.

Omar afirmou também que propunha à CPI suspender a sessão da CPI e votar chamar a médica para prestar depoimento como convocada.

Nise contradiz Mandetta e Barra Torres e diz que não havia minuta para mudar bula da cloroquina
Confira calendário da CPI para o mês de junho
Diferentemente das pessoas já ouvidas, Nise Yamaguchi foi convidada, não convocada. Assim, não seria obrigada a comparecer à CPI nem a falar a verdade. No entanto, a médica prestou o compromisso de dizer a verdade no início da sessão.

Médica próxima do governo Bolsonaro e defensoras do tratamento precoce (que não tem eficácia contra a Covid), Nise Yamaguchi é considerada pelos senadores como peça-chave para a apuração sobre a suposta existência de um “ministério paralelo” da Saúde, um dos focos de investigação da comissão.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *