- Política

Governo afasta ministro do Turismo para tomar posse como deputado

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, foi afastado do governo Jair Bolsonaro para tomar posse do mandato de deputado federal. A informação foi publicada no Diário Oficial da União na manhã desta 4ª feira (6.fev.2019).

Marcelo foi o candidato a deputado mais votado de Minas Gerais em 2018. Concorreu pelo PSL, sigla de Jair Bolsonaro. Em 1º de fevereiro, dia da posse dos deputados na Casa, foi o único ministro-deputado a não deixar temporariamente a função. Os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Tereza Cristina (Agricultura) e Osmar Terra (Cidadania) foram liberados para assumir seus mandatos.

Marcelo Álvaro Antônio retoma o ministério na 5ª feira (7.fev).Nas redes sociais, a repercussão do afastamento de Marcelo foi fortemente vinculada a reportagem da Folha de S. Paulo sobre o ministro, publicada na 2ª feira (4.fev). O texto afirmava que Marcelo teria usado 1 esquema de candidatos laranjas para desviar recursos em sua campanha para deputado federal em Minas Gerais nas eleições de 2018.

Segundo a Folha, o PSL teria destinado R$ 279 mil –repasse mínimo do fundo partidário exigido pela lei para campanhas de mulheres– para financiar as candidatas a deputada federal Milla Fernandes e Naftali Tamar e a deputada estadual Lilian Bernardino e Débora Gomes, que tiveram baixo desempenho nas eleições. Deste montante, pelo menos R$ 85 mil acabaram na conta de assessores, parentes ou sócios de assessores do ministro.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) acreditou que Marcelo estaria sendo afastado por conta do caso. Em sua conta no Twitter, parabenizou Jair Bolsonaro.

Fonte: Msn


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *