- Brasil

Cerca de 100 postos da cidade de SP voltam a ficar sem doses de vacina contra a Covid nesta quinta-feira

Postos de saúde da cidade de São Paulo voltaram a registrar falta de vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (24). Na terça-feira (22), a vacinação chegou a ser completamente suspensa devido a problemas logísticos na distribuição.

Segundo informações do Filômetro, plataforma da prefeitura por onde é possível acompanhar a situação das unidades, 106 unidades estavam com problemas de abastecimento por volta das 14h. O valor representa 22% do total de 478 pontos disponíveis.

A maioria das unidades que aguarda novas doses se concentra na Zona Sul da capital:

Sul: 63 do total de 159
Leste: 39 do total de 187
Norte: 4 do total de 92
Centro: 0 do total de 10
Oeste: 0 do total de 30
O G1 telefonou para algumas das unidades que aparecem no site com falta de doses. Algumas confirmaram o desabastecimento. Outras, como a UBS Campo Limpo, afirmam que já receberam novas vacinas para continuar a imunização.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que o desabastecimento foi pontual e que doses estão sendo remanejadas.

“Devido à alta procura do imunizante, ocorreram desabastecimentos pontuais em algumas Unidades de Saúde nesta manhã, que já solicitaram o /remanejamento de doses. O órgão informa que hoje (24), 120 mil vacinas foram entregues ao município e estão sendo encaminhadas para as Unidades”, diz o comunicado.

Em entrevista ao Jornal Hoje, o secretário de saúde da capital paulista, Edson Aparecido, disse que os problemas foram pontuais e que a prefeitura recebeu mais 120 mil doses do governo do estado pela manhã.

“Nós montamos um aparato de guerra com batedores do Exército, da PM, da GCM, abrindo os faróis da cidade pra que nossos carros de vacina cheguem em todas as unidades. Com isso, a gente tem garantida a vacinação das pessoas com 48 e amanhã com 47 anos”, disse Aparecido.

O secretário espera receber um novo lote de vacinas no sábado (26) para definir a vacinação da semana que vem.

Falta de doses na capital
A cidade de São Paulo interrompeu toda a vacinação na terça-feira (22) por problemas logísticos de falta de doses. Após um jogo de empurra entre prefeitura, governo estadual e governo federal, as doses voltaram a ser aplicadas nesta quarta-feira (23), mas alguns postos relataram desabastecimento.

A gestão municipal decidiu escalonar a vacinação na capital paulista de maneira diferente da anunciada pelo governo estadual, para evitar aglomerações nos postos de vacinação. No entanto, a alta procura após a abertura de novos grupos etários esgotou os estoques antes do previsto.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), disse na terça que a gestão municipal usou todo o estoque de segunda dose para atender a demanda de imunização na capital no final de semana. Além disso, afirmou que o estado sabia do risco de a capital paralisar a imunização caso não recebesse um novo lote de vacinas.

Mais cedo, o secretário estadual da Saúde Jean Gorinchteyn alegou que o governo tinha sido notificado tardiamente pela prefeitura e que, por isso, não conseguiu remanejar a distribuição de doses.

Na noite de terça, o município anunciou que recebeu 181 mil doses de CoronaVac e 30 mil doses de AstraZeneca para poder retomar a aplicação na população na quarta-feira.

Em coletiva de imprensa na tarde de quarta-feira, o governador João Doria (PSDB) decidiu manter o calendário de vacinação no estado e classificou o problema como uma falha pontual, passível de ocorrer durante o campanha.

Também presente na coletiva de imprensa, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) defendeu que os ruídos de comunicação entre as gestões foram resolvidos e que a cidade receberá do estado, nos próximos dias, o quantitativo necessário para vacinar a população de 49 a 47 anos.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *