- Brasil

Ciclone extratropical traz chuva intensa ao RS; Santa Rosa supera acumulado do mês com 147 mm

Uma semana após o ciclone bomba atingir o RS, a chuva retornou ao estado nesta terça-feira (7), com a chegada de um ciclone extratropical. A precipitação começou de madrugada com registro de ventos fortes.

Santa Rosa, no Noroeste, a chuva acumulada foi de 147 mm, 5,2% acima da média prevista para o mês. E em Porto Alegre já choveu 35% do previsto para julho, 45 mm.

As rajadas de vento também foram fortes: na Capital chegou a 51,8 km/h às 12h20, conforme a Somar Meteorologia. Tramandaí teve rajadas de 55,1 km/h às 9 horas.

Em Entre-Ijuís, no Noroeste, a pista da BR-285 chegou a ficar parcialmente interrompida, devido a uma queda de árvore provocada pela chuva, no km 503 da rodovia. A estrada foi liberada ainda pela manhã.

Rio dos Sinos
A chuva fez elevar o nível do Rio dos Sinos, em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Na manhã de terça-feira (7), marcava 4,14 metros, 1,68 metros acima do normal, de acordo com a Defesa Civil.

A Defesa Civil alerta para chances de inundação, assim como o alerta de vendaval para a cidade e região.

Falta de luz em Aratiba há uma semana
No Norte do RS, Aratiba segue com problemas no fornecimento de luz há uma semana, desde a passagem do ciclone-bomba pela região. Cerca de 50 pessoas que moram no interior são afetadas, nas localidades de Monte Belo, Santa Lúcia e Vista Alegre.

A RGE informa que três equipes, duas de caminhão, estão trabalhando na rede que atende a localidade. A previsão é que o fornecimento de energia seja normalizado ao longo do dia.

O ciclone bomba deixou mais de duas mil pessoas desabrigadas ou desalojadas em 23 cidades do Rio Grande do Sul, há uma semana.. Alagamentos e ventos que passaram dos 100km/h atingiram diversas regiões do estado. Uma pessoa morreu devido a um deslizamento de terra, em Nova Prata.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *