- Brasil

Criminosos incendeiam caminhão, ônibus e transporte escolar no 6º dia de ataques no Ceará

O Ceará chega ao 6º dia da nova onda de ataques que atinge coletivos, prédios, transportes escolares e veículos particulares. Nesta quarta-feira (25), pelo menos seis ações criminosas foram registradas, tendo como alvos ônibus e caminhões.

Ao todo, o estado já contabiliza 53 ataques em Fortaleza, Região Metropolitana e interior. As ações tiveram início no dia 20 de setembro.

No município de Maranguape, na Grande Fortaleza, o ônibus de uma empresa privada foi incendiado por criminosos nesta madrugada. O motorista, que estava dentro do veículo, foi obrigado a descer e não se feriu. Em Choró, também na Região Metropolitana, um grupo ateou fogo em um transporte escolar no pátio da prefeitura.

Segundo o secretário da Segurança do Ceará, André Costa, a onda de violência é uma reação de detentos que querem a volta de “regalias” nos presídios do estado.

A Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP) afirmou nesta terça-feira que 257 presos foram transferidos como “forma preventiva e tática” para combater os atentados. Até o momento, a polícia capturou 55 pessoas suspeitas de envolvimento nos atos.

Nesta madrugada, além dos ataques em Maranguape e Choró, um caminhão de frete e um ônibus foram incendiados nos municípios de Tauá e Várzea Alegre, respectivamente. Em Várzea Alegre, o coletivo atingido se encontrava na rodoviária municipal quando foi atacado.

Já na cidade de Juazeiro do Norte, no Cariri, criminosos atearam fogo em um carro particular.

Clube de tiro e supermercado atacados
Na terça-feira (24), foram confirmados 18 ataques. Dentre eles, estão incêndios em um clube de tiro o Bairro Guajiru, em Caucaia, na Grande Fortaleza; e na fachada de um supermercado no Bairro Papicu, em Fortaleza. Os dois casos ocorreram durante a noite.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os criminosos que atacaram o clube de tiros em Caucaia tiveram acesso ao local por um terreno baldio situado na parte de trás da propriedade. O grupo ateou fogo em uma muralha de pneus, onde funcionavam os stands de tiro.Em Fortaleza, o alvo foi um supermercado localizado na Avenida Engenheiro Santana Júnior, no Bairro Papicu. Câmeras de segurança registraram o momento em que cerca de seis suspeitos jogam um líquido na fachada do estabelecimento e, em seguida, ateiam fogo. Nas imagens, é possível ver que as chamas atingem os pés de um dos suspeitos. O grupo fugiu.

Frota volta a circular normalmente
Nesta quarta, a frota de ônibus de Fortaleza volta a circular normalmente, segundo informações do Sindicato das Empresas de Ônibus do Ceará (Sindiônibus). Por conta dos ataques na capital, os veículos operaram parcialmente na terça-feira e tiveram de ser escoltados por policiais.

Além do transporte público, os atentados prejudicaram o funcionamento de escolas na cidade de Jucás. Após ônibus escolares serem incendiados no município, as aulas na rede pública foram suspensas.

Durante os seis dias de ataques, também foram alvos de ataques carros da empresa Enel, um veículo da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), caminhões de coleta de lixo, transportes escolares e prédios públicos.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *