- Brasil

Tenente Rosemeire, PM negra e com 20 anos de corporação, é a primeira policial a ser vacinada contra Covid em SP

A tenente da Polícia Militar Rosemeire Santos de Miranda, que tem mais de 20 anos de corporação, foi a primeira agente de segurança pública do estado de São Paulo a receber a primeira dose da vacina contra o coronavírus. Nesta segunda (5), o estado começou a vacinar todos os profissionais da categoria.

“É uma honra ser a primeira policial vacinada, representando todas as forças de segurança, que estão no combate, na linha de frente da pandemia. É uma honra, e aproveito para agradecer o reconhecimento da população com a Polícia Militar, que está aí para defendê-la. A população toda está sofrendo, nós também, mas amos continuar trabalhando e, com certeza, vamos vencer essa pandemia”, declarou.

A expectativa da gestão estadual é a de vacinar 180 mil profissionais da área até a metade de abril.O plano de vacinação inclui os policiais federais que atuam em São Paulo, policiais militares, civis, bombeiros, da Polícia Científica, agentes de segurança e de escolta penitenciária, e guardas civis metropolitanos municipais.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) montou um esquema especial para a vacinação dos profissionais com o objetivo de evitar aglomerações, com postos de vacinação montados nas unidades de trabalho dos agentes.

O início da imunização da categoria contou com a presença do governador João Doria (PSDB).Histórico da vacinação
A vacinação contra a Covid-19 começou no Brasil em 17 de janeiro, logo após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar o uso emergencial da CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, moradora de Itaquera, na Zona Leste da capital paulista, foi a primeira pessoa, fora dos estudos clínicos, a receber a vacina.

O Programa Nacional de Imunização (PNI) brasileiro teve início no dia 18 de janeiro, e começou a ser feito após a distribuição das 6 milhões de doses da CoronaVac importadas já prontas da China.

No estado de São Paulo, a vacinação começou com profissionais de saúde da linha de frente no combate ao coronavírus, indígenas, quilombolas e idosos que viviam em instituições, e foi avançando conforme a chegada de vacinas.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, mais de 6,4 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas no estado.

Dessas, cerca de 4,8 milhões correspondem a aplicações de primeira dose, e 1,6 milhão já com a segunda dose.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *