- Cidade

Coração Azul: Sejusc inicia ações de conscientização contra o tráfico de pessoas

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, inicia nesta quinta-feira (22/07), a campanha Coração Azul de conscientização contra o tráfico de pessoas, em parceria com várias instituições da capital. A campanha é executada pela Gerência de Migração, Refúgio, Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo (GMIG), vinculada à Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH) da Sejusc. A secretária Mirtes Salles, titular da Sejusc, ressalta a importância de trazer o debate sobre o sofrimento vivido pelas pessoas traficadas, além de conscientizar a população sobre o crime. “A campanha é voltada para uma triste realidade, a sociedade precisa saber mais a fundo sobre essa prática tão desumana e criminosa. É de extrema importância conscientizar todos. E o Governo do Estado contribui firmemente para o aumento de informação e proteção dessas vítimas ”, disse. O gerente da massa de Migração da Sejusc, Giovanni Miranda, explica que esse crime acontece por meio de promessas, corrige, levando até a remoção de órgãos e reforça a importância dessa campanha. “Isso acontece quando os traficantes se aproveitam das hipóteses de vulnerabilidade. Com a promessa de uma vida melhor, eles acabam recebendo essas vítimas na rede criminosa, por isso é tão importante para a gente da Sejusc realizar uma semana de mobilização para o enfrentamento do tráfico de pessoas, ampliando o conhecimento em prol do tema e fazendo que uma população entenda que o tráfico de pessoas não é uma lenda ”, afirmou. O gerente da massa de Migração da Sejusc, Giovanni Miranda, explica que esse crime acontece por meio de promessas, corrige, levando até a remoção de órgãos e reforça a importância dessa campanha. “Isso acontece quando os traficantes se aproveitam das hipóteses de vulnerabilidade. Com a promessa de uma vida melhor, eles acabam recebendo essas mencionadas na rede criminosa, por isso é tão importante para a gente da Sejusc realizar uma semana de mobilização para o enfrentamento do tráfico de pessoas, ampliando o conhecimento em prol do tema e fazendo que uma população entenda que o tráfico de pessoas não é uma lenda ”, afirmou. O gerente da pasta de Migração da Sejusc, Giovanni Miranda, explica que esse crime acontece por meio de promessas, corrige, levando até a remoção de órgãos e reforça a importância dessa campanha. “Isso acontece quando os traficantes se aproveitam das hipóteses de vulnerabilidade. Com a promessa de uma vida melhor, eles acabam recebendo essas vítimas na rede criminosa, por isso é tão importante para a gente da Sejusc realizar uma semana de mobilização para o enfrentamento do tráfico de pessoas, ampliando o conhecimento em prol do tema e fazendo que uma população entenda que o tráfico de pessoas não é uma lenda ”, afirmou. “Isso acontece quando os traficantes se aproveitam das hipóteses de vulnerabilidade. Com a promessa de uma vida melhor, eles acabam recebendo essas vítimas na rede criminosa, por isso é tão importante para a gente da Sejusc realizar uma semana de mobilização para o enfrentamento do tráfico de pessoas, ampliando o conhecimento em prol do tema e fazendo que uma população entenda que o tráfico de pessoas não é uma lenda ”, afirmou. “Isso acontece quando os traficantes se aproveitam das hipóteses de vulnerabilidade. Com a promessa de uma vida melhor, eles acabam recebendo essas vítimas na rede criminosa, por isso é tão importante para a gente da Sejusc realizar uma semana de mobilização para o enfrentamento do tráfico de pessoas, ampliando o conhecimento em prol do tema e fazendo que uma população entenda que o tráfico de pessoas não é uma lenda ”, afirmou.

Programação- Uma agenda para este dia começa no dia 22 de julho, a partir das 16h, no Casarão das Ideias, no Centro de Manaus, onde será apresentado o documentário “Bolishopping”, sobre o combate ao tráfico de pessoas. O mesmo filme será aplicado no dia 23, a partir das 7h, no Cras Iranduba, e no dia 26, a partir das 17h, no Consulado Colombiano, Parque Dez, zona centro-sul. No dia 27, terá uma roda de conversa sobre a realidade do tráfico de pessoas em Manaus, a partir das 8h, no Casarão da Inovação Cassina, no Centro Histórico da capital. No dia 28, abordagem performática, pela manhã, a partir das 8h, e à tarde, a partir das 14h, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, zona oeste. No dia 29, abordagem educativa no Terminal Rodoviário de Manaus, a partir das 8h. Para encerrar, no dia 30, terá uma abordagem educativa, a partir das 18h30,

Fonte : Arquivo / Sejusc


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *