- Cidade

David Almeida e Marcos Rotta iniciam revitalização da Orla do Amarelinho, no Educandos

O prefeito David Almeida e o vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta, deram início na manhã desta segunda-feira, 23/8, a revitalização da Orla do Amarelinho, no bairro Educandos, zona Sul, que será realizada em toda a sua extensão. O espaço é o segundo que será revitalizado pela parceria inédita entre a Prefeitura de Manaus e Governo do Amazonas.

A medida é uma ação entre a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), em parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio do projeto ‘‘Trabalhando a Liberdade”, que disponibilizou a mão de obra de 40 homens do regime penitenciário para trabalhar no local, assim como foi feito no Passeio do Mindu, no Parque 10, zona Centro-Sul.

“Em mais essa ação, o trabalho vai ser conjunto. A prefeitura entra com o material, os insumos e o Governo do Estado entra com a mão de obra nesse processo de recuperação dos presos, que trabalham três dias e diminuem um dia na sua pena. Essa parceria deu muito certo no Passeio do Mindu, e nós estamos agora no Amarelinho e vamos ter outras ações como essa na cidade de Manaus”, antecipou o prefeito David Almeida.

Em julho, a parceria teve início na orla, quando servidores da Seminf, Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) e da Seap realizaram uma revitalização emergencial no espaço. Na ocasião, a área recebeu manutenção do gradil, limpeza, paisagismo, podagem, e implantação do mosaico tático. Agora, o Amarelinho será alvo de revitalização completa.

“Depois da experiência positiva que tivemos com a recuperação do Passeio do Mindu, que foi completamente transformado com essa parceria, faremos o mesmo aqui, na entrada da cidade de Manaus, que é a orla do nosso querido bairro Educandos, conhecido como ‘Amarelinho’. Apesar de sua grande importância, inclusive turística, este espaço estava há muito tempo sem receber o devido cuidado”, disse o vice-prefeito.

Rotta destacou, ainda, a economia que a parceria vai gerar para os cofres públicos municipais, uma vez que o déficit orçamentário deste ano nos cofres da prefeitura é de, aproximadamente, R$ 1,4 bilhão. Todo o serviço é monitorado pela guarda armada terceirizada do sistema prisional do Estado, além da Seap e agentes da Guarda Municipal.

“É o tipo de ação que todos ganham. Ganha o Estado, a prefeitura, os espaços públicos e os presos que têm a redução de pena. Estamos muito motivados e animados com o resultado do Mindu, com o resultado dessa parceria que se traduziu em ganho, não apenas financeiro para o município, mas em ganho de embelezamento de espaços que estavam degradados e agora estão recebendo a atenção merecida”, complementou Rotta.

Oportunidade

O secretário de Administração Penitenciária do Amazonas, coronel Vinícius Almeida, destacou a parceria com a prefeitura, por meio da Seminf e Casa Militar Municipal, que irá ampliar a atuação no local com a presença da Guarda Municipal, para resguardar a segurança das pessoas que frequentam o local.

“Esta é uma oportunidade que o prefeito David está dando para esses homens, que por meio do nosso programa aprendem diversos ofícios como pintura, jardinagem, elétrica etc. E aqui podem por tudo isso em prática, trabalhando sua ressocialização e prestando um serviço de muita valia para toda a sociedade como um todo”, opinou o secretário da Seap

O “Trabalhando a Liberdade” prevê o uso da mão de obra carcerária em reformas e manutenções dentro e fora das unidades prisionais. Após análise do perfil psicológico, comportamental e social, os internos podem participar de projetos de remição de pena pelo trabalho, garantindo um dia de pena a menos a cada três dias de trabalho. O objetivo do programa é evitar a retroalimentação dos ciclos de criminalidade e taxas de reincidência no sistema prisional.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *