- Cidade

Maternidade municipal Moura Tapajóz encerra curso sobre reanimação neonatal

A Maternidade Dr. Moura Tapajóz, da Prefeitura de Manaus, localizada no bairro Compensa, na zona Oeste, encerrou nesta quinta-feira, 29/7, curso do programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria (PRN-SBP). A iniciativa habilitou enfermeiros e técnicos de enfermagem da maternidade a realizarem procedimentos adequados durante o parto, garantindo, assim, o primeiro atendimento apropriado e a preservação da qualidade de vida do recém-nascido, reduzindo a mortalidade associada à asfixia perinatal.

Segundo a enfermeira Dione Fonseca, do setor de Assistência ao Recém-Nascido da Moura Tapajóz, o curso foi importante, pois, além de atualizar os profissionais já capacitados anteriormente, também contemplou novos funcionários da maternidade. “Isso garante um leque maior de pessoas habilitadas para atuar diretamente na assistência ao parto de forma técnica e com segurança. Este ano, fiz meu terceiro curso de reanimação neonatal e pude revisar e atualizar meus conhecimentos”, explicou.

Ao todo, 72 profissionais de saúde em sala de parto para recém-nascidos maiores de 34 semanas – divididos em 12 turmas – foram beneficiados com aulas teóricas on-line e práticas, sob a coordenação da médica neonatologista e coordenadora do PRN no Amazonas, Briza Rocha. O conteúdo do treinamento contemplou temas como preparo da sala, verificação de material pré-parto, avaliação do recém-nascido, aspiração, ventilação, oxigenação, administração de medicamentos e abordagens em caso de parada cardíaca, entre outros.

“Nosso interesse real é capacitar todos os profissionais que atuam diretamente no cuidado ao recém-nascido, garantindo que essas pessoas estejam qualificadas para atuar com precisão e rapidez, pois o trabalho da equipe é fundamental. E a adesão ao curso foi muito boa. Se toda a equipe estiver treinada, há melhoria na assistência ao recém-nascido, e, consequentemente, redução da mortalidade por asfixia perinatal, bem como diminuição de complicações e situações de emergência durante o nascimento”, destacou Briza Rocha.

Com carga horária de oito horas, sendo duas aulas teóricas e quatro práticas, o curso seguiu as abordagens e a orientação da Aliança Internacional dos Comitês de Ressuscitação – ILCOR (Internacional Liaison Committee on Resuscitation, no original em inglês) e teve como instrutoras da parte prática do curso as médicas neonatologistas habilitadas Sigrid Rodrigues do Nascimento, Paula Célia Dias Menezes, Dorothéa Serra Aragão e Erika Campelo Loureiro.

“Todo nascimento requer, ao menos, um profissional capacitado para realizar os passos iniciais, mas, detectados fatores de risco na história materna, são necessários de dois a três profissionais para realizar a assistência adequada. Parabéns aos profissionais de saúde que buscaram a capacitação visando à melhoria do atendimento e contribuindo com a redução da mortalidade precoce na Moura Tapajóz”, avaliou a instrutora Sigrid Nascimento.

Fonte: Divulgação 


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *