- Cidade

Servidores da FEI são mobilizados para campanha de doação de sangue Junho Vermelho

A Fundação Estadual do Índio (FEI), do Governo do Amazonas, mobilizou o seu quadro de servidores para participar da campanha de doação de sangue Junho Vermelho, promovida pela Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam). As doações podem ser feitas de segunda à sábado na sede do Hemoam, na avenida Constantino Nery, 4.397, Chapada, zona centro-sul de Manaus.

O diretor-presidente em exercício da FEI, Vanderlei Avelino, ressaltou a importância d a doação e também da parceria entre os órgãos do estado.

“Estamos unindo forças para contribuir para os bancos de sangue do estado, que por muitos períodos sofrem com a escassez de doações. Com esse pensamento, mobilizamos os servidores, colaboradores e estagiários que estão aptos a realizar a doação e assim dar um saldo positivo para a saúde do Amazonas”, disse.

Para ser doador de sangue, basta se dirigir até a Hemoam com um documento oficial com foto, estar bem alimentado, ter dormido no mínimo seis horas na noite anterior à doação, pesar mais de 50 quilos, ter entre 16 e 69 anos. Pessoas de 16 e 17 anos devem estar acompanhadas dos responsáveis legais, e aqueles que possuem a partir de 60 anos estão aptos desde que a primeira doação tenha sido antes da idade citada.

Aqueles que contraíram a Covid-19 podem realizar as doações após 30 dias do desaparecimento de todos os sintomas. De segunda a sábado no Hemoam de 7h às 18h. Não esqueça de usando máscara e respeitar o distanciamento social.

Amor ao próximo – O assistente administrativo da FEI, Wisley Silva, comentou sobre sua primeira doação de sangue, feita na última sexta-feira (11/06), junto com o corpo de funcionários da FEI.

“Já havia tentado doar outras vezes, mas por pequenos detalhes não conseguia fazer a doação, e desta vez consegui. Além do sentimento de estar fazendo uma boa ação e contribuindo para salvar vidas, você tem um bom atendimento e orientação com os funcionários que nos atendem”, enfatizou.

Para o estagiário de jornalismo e doador de sangue assíduo, Amaury Moraes, a atitude que salva vidas é um sinal de amor ao próximo.

“Realizo doação de sangue desde os meus 16 anos, sempre que posso e estou apto a doar venho fazer a essa ação. Além disso, quando estou no período em que posso retornar, recebo ligação e mensagem do Hemoam, que me lembram que já estou apto a realizar uma nova doação. Sobretudo, é um ato de se importar com a vida daqueles que necessitam da nossa boa ação”, ressaltou.

Junho Vermelho – Criada em 2015 pelo Ministério da Saúde, a campanha tem como objetivo mobilizar todo o Brasil para a doação de sangue, o que é fundamental para salvar vidas.

Fonte: Divulgação/Secom


There is no ads to display, Please add some

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *