- Cultura

Projeto ‘Corpo em Voga’ oferece oficinas gratuitas de dança no mês de agosto

O projeto “Corpo em Voga” realizará oficinas on-line gratuitas de dança, entre os dias 10 e 14 de agosto. As inscrições já estão abertas, com prazo até o dia 3 de agosto, no link bit.ly/corpoemvogaoficinas. A iniciativa tem apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Contemplado pelo edital Conexões Culturais 2018, da Prefeitura de Manaus, e com o apoio do Governo do Amazonas, o projeto realizado pelo coletivo Cabeças Oca é voltado ao incentivo às expressões artísticas e traz a proposta de repensar questões sobre segregação artística regional, nacional e internacional.

Nesta segunda etapa do projeto, são oferecidas oficinas, que acontecerão na plataforma Zoom, em uma inscrição cedida pelo Corpo de Dança do Amazonas (CDA). “Firmamos esta parceria com o CDA para usarmos a inscrição da companhia e alcançarmos ainda mais o nosso público. Serão solicitados dos participantes registros virtuais, e no último haverá uma gravação coletiva”, explica um dos diretores do projeto, Rodrigo Vieira.

As oficinas serão realizadas de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h20. No primeiro horário, das 14h às 16h, Rosa Antuña ministra a oficina “Dança das Águas”. E, das 16h20 às 18h20, Luiz Crepaldi apresenta “Vivências em Dança Contemporânea”.

Oficinas – Rosa Antuña é diretora, coreógrafa, bailarina, professora de dança, atriz e escritora. No workshop “Dança das Águas”, Rosa buscará sensibilizar as pessoas para a descoberta da forma de expressão por meio da dança. Serão propostos exercícios de alongamento, tonificação muscular, mobilização de coluna, além de respiração e meditação ativa.

Luiz Valente Crepaldi é pintor, desenhista, fotógrafo, artesão e bailarino. Estudou ginástica olímpica, capoeira e teatro antes de suas práticas em dança. Em “Vivências em Dança Contemporânea”, a proposta será proporcionar ao participante diversas experiências de contato com a dança contemporânea. Cada aula convidará o público a explorar a dança por meio de exercícios físicos e sensoriais, além de técnicas e exercícios de improvisação, como forma de autoconhecimento corporal.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *