- Economia

Bancos em SP vão restringir atendimento a situações indispensáveis; grupos de risco têm horário especial

A partir da próxima segunda-feira (8), a entrada de clientes nas agências bancárias do estado de São Paulo deverá ser restrita a casos indispensáveis para evitar aglomerações em ambientes fechados. Os funcionários das agências farão uma triagem do atendimento.

O anúncio foi feito pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que alega o recente aumento de casos de Covid-19 e a adoção da fase vermelha em todo o estado de São Paulo. As novas regras devem durar enquanto o estado for mantido na fase vermelha – o que, no momento, está previsto para as próximas duas semanas.

(CORREÇÃO: o G1 errou ao informar que o horário de atendimento dos bancos seria reduzido durante a fase vermelha do estado de São Paulo. Os horários de funcionamento das agências seguem sem alteração. A informação foi corrigida às 11h25).

A entidade também informou que não existe uma lista fechado dos atendimentos que poderão ser atendidos nas agências. Os funcionários dos bancos decidirão caso a caso.

Das 9h às 10h, a rede de agências no estado de São Paulo estará aberta para atendimento exclusivo de pessoas do grupo de risco, como os que têm acima de 60 anos e as gestantes. Os demais clientes serão atendidos “pelo menos” entre 10h e 15h.

Para as situações em que a presença nas agências se mostrar indispensável, os bancos reforçarão as medidas de higienização das instalações, inclusive agências e caixas eletrônicos, segundo a entidade.

Todas as reuniões presenciais com clientes, agendamentos de visitas externas ou quaisquer contatos fora das agências ficarão suspensos.

A rede bancária terá de reforçar a sinalização das agências, indicando a necessidade de afastamento social, higienização e uso de máscaras.

Para evitar aglomerações de pessoas, a Febraban reforçou orientação para organização de filas no autoatendimento e nas áreas externas das agências. Elas incluem checagem das marcações feita nas calçadas com no mínimo 1,5 metro de distância entre as pessoas e ações coordenadas com as forças de segurança locais para cumprimento das medidas de conscientização e redução das aglomerações.

Para os funcionários, os bancos terão de assegurar o uso de máscaras, álcool gel e demais equipamentos de proteção individual, além de testes de detecção do vírus. Em casos de contaminação confirmada, as agências passarão por um novo processo de higienização.

“Os bancos reforçam a necessidade de que os clientes e o público em geral evitem ao máximo o comparecimento presencial nas agências bancárias do estado, utilizando os canais digitais como principal meio de acesso aos serviços. O atendimento pelo celular (mobile banking), pelo computador (internet banking) e telefônico (call centers) estão disponíveis e oferecem praticamente a totalidade das transações financeiras sistema bancário”, afirma a entidade.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *