- Economia

China diz que relatório dos EUA sobre conformidade com a OMC não tem base legal

A China se opôs a um relatório feito pelo departamento do Comércio dos Estados Unidos sobre seu cumprimento com as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC), informou o Ministério do Comércio, alegando inconsistência com os fatos.

Entenda a guerra comercial e seus possíveis impactos

O relatório foi baseada na lei interna dos EUA, e não em acordos da OMC e regras multilateriais, informou o Ministério chinês em um comunicado divulgado nesta quarta-feira (6).

Uma parte considerável das acusações contra a China no relatório excedeu os compromissos com a OMC, carecendo de uma base legal e factual, acrescentou.

Segundo ele, a China apoia firmemente o sistema multilateral de comércio e participa das reformas da OMC, além de se opor claramente contra o unilateralismo e protecionismo.

Negociar as novas regras da Organização Mundial do Comércio para tentar frear as práticas comerciais “mercantilistas” da China seria um exercício falho, disse o escritório de Comércio do governo Trump na segunda-feira, prometendo prosseguir com sua abordagem unilateral para proteger os trabalhadores, agricultores e empresas dos EUA.

O escritório do Representante de Comércio dos EUA usou, em parte, seu relatório anual ao Congresso sobre o cumprimento da China na OMC para justificar suas ações na guerra comercial com Pequim, visando forçar mudanças no modelo econômico da China.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na semana passada que se reunirá com o presidente chinês Xi Jinping nas próximas semanas para tentar selar um acordo comercial amplo com Pequim, mas reconheceu que ainda não está claro se um acordo pode ser alcançado.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *