- Economia

Dólar passa a recuar com investidores monitorando novo governo

O dólar passou a recuar nesta quarta-feira (2), a primeira sessão de 2019, depois de subir no início da manhã. Os investidores monitoram o noticiário local com a posse do novo governo e o cenário internacional diante de novas indicações de desaceleração da economia chinesa, destaca a Reuters.

Às 11h17, a moeda norte-americana recuava 0,53%, a R$ 3,8535. Na máxima do dia até o momento, chegou a R$ 3,8978. Já o dólar turismo terminou o ano vendido perto de R$ 4,01, sem considerar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

No último pregão de 2018, o dólar recuou 0,55%, a R$ 3,8742, mas encerrou o ano com alta de 16,92%.

O presidente Jair Bolsonaro tomou posse na véspera e, ao longo desta quarta, haverá a transmissão de cargos para os novos ministros, entre eles Paulo Guedes, novo ministro da Economia.

“A grande expectativa é pelo discurso de Paulo Guedes, que deve falar sobre reforma e prosperidade”, destacou a Critéria Investimentos em relatório, segundo a Reuters. “A nova equipe econômica tem reforçado a interlocutores que não fará a divulgação de qualquer pacote, preferindo adotar um processo contínuo de desregulamentação, simplificação e de redução dos tributos.”

Da cena externa, os investidores repercutiam os últimos dados da economia chinesa. A atividade industrial da China contraiu pela primeira vez em 19 meses, com as encomendas de exportação e domésticas enfraquecendo, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

Atuação do BC
O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 13,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de fevereiro, no total de US$ 13,398 bilhões. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

Fonte: G1


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *