- Economia

Quem trabalha com o que gosta gasta menos com supérfluo

Comprar por impulso nem sempre é um problema de compulsão vinda do desejo crônico e repetitivo de consumir.

Você sabia que não estar feliz no trabalho ou cumprir uma carga horária exaustiva no emprego pode despertar a vontade de comprar? A dica é de Gustavo Cerbasi, especialista em finanças pessoais.

“Se você trabalha demais, vê o dinheiro entrar na sua conta e não tem tempo de fazer o que gosta, vai buscar recompensa em outras coisas e gastará mais por impulso.”
Gustavo Cerbasi
Cerbasi é autor de diversos livros, entre eles do best-seller “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos”.

Para ele, as pessoas que têm uma vida frustrante, sem concretizações e sonhos tendem a gastar mais por impulso.

A opinião de Cerbasi é compartilhada pela educadora financeira Teresa Tayra.

Teresa acredita que muitas pessoas não realizadas profissionalmente encontram o consumo como uma compensação, uma válvula de escape.

Fonte: R7


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *