- Esportes

Abel confirma Arrascaeta e vibra com tempo para recuperar seu time: “Energia ficou baixa”

O Flamengo teve um período de descanso e treinamentos para se recuperar da eliminação na Taça Guanabara, após a derrota para o Fluminense na semifinal. Na avaliação do treinador, a energia da equipe ficou baixa, principalmente depois da tragédia acontecida no Ninho do Urubu dias antes do clássico, quando dez jovens atletas morreram em um incêndio.

O Rubro-Negro enfrenta o Americano no domingo, no Maracanã, na estreia na Taça Rio. Boa oportunidade para começar a virar a página.

– É uma coisa atípica. Não estávamos acostumados, estamos sentindo falta de jogos. Mas é bom, porque vamos fazer muitos agora. Preparar da melhor maneira possível, resgatar nossa energia. Devido a tudo o que aconteceu, ficou baixa. Mas a recuperação está boa – disse o treinador, que pediu para não falar sobre assuntos fora do campo.

Abel confirmou que Arrascaeta será titular. O uruguaio provavelmente entra na vaga de Everton Ribeiro, que está com dores no joelho esquerdo e fica em tratamento para se recuperar.

– Ele (Arrascaeta) vai jogar. O lance no Fla-Flu foi duro para ele. Era um lance difícil de dominar, e ele fez com uma facilidade inacreditável. Ele ficou cabisbaixo por uns quatro dias e sentiu. Conversamos com ele, jogador de muita qualidade. O que prometi a ele após o jogo é que ele teria a chance de ser recuperar no próximo jogo. Já está escalado – decretou.

Confira mais da entrevista do técnico do Flamengo:

Estratégia mais defensiva contra o Flu?

A semana antes do Fluminense foi horrível, e está sendo até agora. O Alberto (Valentim) falou após o jogo contra o Fluminense exatamente o que falei. Não quis dar espaço para o Fluminense. Não coloquei mais um volante em campo. Foi o mesmo time que vinha jogando. Tivemos a melhor chance de gol, chances com Bruno Henrique e Rhodolfo. Flu só chutou aos 14 minutos. Tivemos aquela jogada no fim de 4 contra 2, mas não concluímos. Sofremos um gol de forma atípica, faltando 30 segundos, com uma bola dominada. Não se inventou nada. Jogamos da mesma maneira, sem entrar na armadilha do Fluminense. Foi o que o Vasco fez o foi campeão. Isso é futebol.

Com todo respeito que temos, estamos nos preparando para coisa maior. É claro que queremos o Carioca. Mas temos muita consciência que é um grupo forte mentalmente, diferente do ano passado. É um grupo inconformado. E todos estão convictos do que podemos conquistar nesse ano.

Forma de escalar Arrascaeta

Não vai jogar diferente do que jogava no Cruzeiro. Algumas opções foram treinadas, mas com dois jogadores agudos do lado de campo. Temos opções: VItinho, Bruno e Berrío. A adaptação do Arrascaeta tem sido muito boa, apesar do percalço que houve. Aconteceu, ele sentiu.

Vestibular para a estreia na Libertadores

Já estamos pensando no jogo contra o San Jose, que é daqui a duas semanas. Uma vitória na Bolívia já nos deixará numa boa possibilidade de classificação.

É um jogo diferente. Você não consegue atingir mentalmente o mesmo nível de concentração entre uma competição e outra. A Libertadores é um desejo de muitos anos, há uma ansiedade. Será nosso terceiro jogo em 22 dias. Atípico para fevereiro. Queremos esquecer o problema, mas sentimentalmente você não consegue. Diariamente tudo o que você lê e escuta bate na mesma tecla. Nós queremos é jogo.

Ausência de Everton Ribeiro

Quem não vai jogar é o Everton Ribeiro. O Rhodolfo treinou, mas o tirei um pouco para não fazer a carga total. Treino foi pesado. Já atingimos o nível que queríamos na semana. Em dois jogos de segunda a quinta… hoje vamos tirar o pé. Vamos deixar alguns fora. O Bruno vai treinar separado, Léo Duarte e mais dois.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *