- Esportes

Ainda dá? Cristiano Ronaldo se aproxima de Lewandowski na corrida pela Chuteira de Ouro

O fim dos campeonatos nacionais na Europa se aproxima, e com ele a definição sobre a Chuteira de Ouro. Messi, detentor dos últimos três prêmios, deve dar lugar a uma novidade, Lewandowski, ou a um velho conhecido, Cristiano Ronaldo, que se aproximou do polonês com os dois gols marcados pela Juventus contra a Atalanta, no último sábado.

A Chuteira de Ouro computa apenas gols nos campeonatos nacionais, como Alemão, Inglês, Espanhol, Italiano, entre outros. Lewandowski fechou a sua participação na Bundesliga com 68 pontos em virtude dos 34 gols marcados (nas top-5 principais ligas um gol vale dois pontos).

Com os dois pênaltis convertidos, Cristiano Ronaldo chegou aos 28 gols (56 pontos) em 28 jogos disputados. Está, portanto, seis gols atrás. Restam seis rodadas do Italiano e, se mantiver a média, o português conseguirá se igualar a Lewandowski, que chegou aos 34 em 31 jogos no Alemão, já encerrado.

Ainda à frente de Cristiano Ronaldo está o italiano Immobile, da Lazio, com 29 gols (e 58 pontos). Basicamente eles são os únicos que ameaçam Lewandowski, uma vez que Vardy e Messi, os mais próximos que estão em atividade, jogarão menos (três rodadas para o inglês, duas para o argentino).

A corrida pela Chuteira de Ouro

Posição Jogador Gols Pontos
1. Lewandowski (Bayern) 34 68
2. Immobile (Lazio) 29 58
3. Cristiano Ronaldo (Juventus) 28 56
4. Timo Werner (RB Leipzig) 28 56
5. Haaland (Salzburg e Borussia Dortmund)* 29 50
6. Vardy (Leicester) 23 46
7. Weissman (Wolfsberger) 30 45
8. Messi (Barcelona) 22 44
9. Lukaku (Inter de Milão) 20 40
10. Aubameyang (Arsenal) 20 40

16 dos 26 gols de Haaland foram marcados pelo RB Salzburg no Campeonato Austríaco, onde a pontuação é menor (cada gol vale 1,5 ponto)

Cristiano Ronaldo ganhou a Chuteira de Ouro em quatro oportunidades (2007/08, 2010/11, 2013/14 e 2014/15). Messi é o maior vencedor do prêmio (seis vezes).

Marcas pela Juventus
Caso supere Immobile, Cristiano Ronaldo será artilheiro da Série A pela primeira vez, já que fez 21 gols em 2018/19, cinco a menos do que Quagliarella pela Sampdoria.

O português também persegue outras duas marcas históricas. Com 32 gols em 40 jogos em todas as competições, o camisa 7 está a quatro do recordista de gols numa temporada Felice Placido Borel II, autor de 36 gols em 1933/34.

Com mais três, igualará o próprio Borel (31 gols) como maior artilheiro da Juventus em uma única edição do Campeonato Italiano.

Os jogos que restam da Juve na Série A:

Sassuolo (fora)
Lazio (casa)
Udinese (fora)
Sampdoria (casa)
Cagliari (fora)
Roma (casa)

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *