- Esportes

Ainda irregular, Botafogo sofre mais do que deveria no Carioca. E Zé Ricardo sabe disso

Passados três meses da temporada, o Botafogo ainda busca a sua identidade em 2019. Prova disso é que as atuações da equipe são marcadas pela irregularidade, principalmente no Campeonato Carioca. Na última segunda-feira, a sofrida vitória sobre o Madureira manteve o Alvinegro vivo na luta pelo bicampeonato estadual. Mas mostrou novamente um time que vem tendo dificuldades acima do esperado diante de equipes de menor investimento.

Botafogo em 2019

12 jogos
6 vitórias
2 empates
4 derrotas
17 gols pró
9 gols contra

São apenas duas vitórias em oito jogos no Carioca. Até mesmo nas competições mata-mata, nas quais acumula quatro vitórias em quatro jogos até aqui, o Botafogo teve alguns problemas. Principalmente no primeiro jogo contra o Defensa y Justicia, que poupou jogadores nos dois confrontos, e em alguns momentos da partida contra o Cuiabá.

A verdade é que a torcida esperava que o Botafogo estivesse em um estágio mais avançado em março. E o próprio Zé Ricardo também.

– A gente precisa acelerar esse entrosamento porque nosso início não foi como queríamos, já era para estarmos um pouco mais avançados – reconheceu o treinador após a vitória sobre o Madureira.

Contra o Tricolor Suburbano, o Botafogo apresentou dois tempos distintos. Por mais que tenha controlado as ações em quase todo o jogo, sempre com mais posse de bola, o Alvinegro pouco ameaçou no primeiro tempo. Na etapa final, antes mesmo das substituições, a postura mudou e o time foi mais objetivo. Ainda assim a virada só veio aos 39 minutos.

Para Zé, parte do problema se explica pelas constantes mudanças no time, sejam por lesões ou por jogadores que chegaram recentemente. Carli precisou operar o joelho, enquanto Alex Santana ficou fora das duas últimas partidas. Já Cícero vem ganhando ritmo de jogo aos poucos e Diego Souza sequer estreou.

”A gente tem alternado bons jogos, boas atuações, sabemos o caminho que temos de fazer. Alguns atletas importantes tiveram problemas no início da temporada, dividimos forças para Copa do Brasil e Sul-Americana”.
– Queríamos dar foco maior a essas competições porque duram até o segundo semestre, e também pelo retorno financeiro. Nosso grupo é um pouco menor, talvez tenha prejudicado um pouquinho, mas estou muito confiante de que as coisas vão acontecer – frisou Zé.

Agora com quatro pontos no Grupo C da Taça Rio, o Botafogo está a dois pontos da zona de classificação para a semifinal do segundo turno. Faltam três rodadas. O próximo jogo será no domingo, contra o Fluminense, no Maracanã. O clássico deverá marcar a estreia de Diego Souza.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *