- Esportes

Análise: mesmo com titulares, Cruzeiro cria pouco, mantém jejum e se distancia do G-6

A reta final do primeiro turno do Brasileirão, para o Cruzeiro, foi para esquecer. O time de Mano Menezes encerrou a primeira metade da competição nesse domingo, com empate por 1 a 1 com o Bahia, no Mineirão, e chegou a cinco rodadas consecutivas sem vencer no campeonato.

Em função da disputa das quartas de final da Copa do Brasil e das oitavas da Libertadores, Mano Menezes tinha mandado a campo uma equipe alternativa no empate com o Vitória e na derrota para o Flamengo. Contra o Bahia, dos titulares, apenas o lateral-direito Edilson, com edema na coxa, e Arrascaeta, suspenso, ficaram fora.

No entanto, mesmo com a equipe principal em campo, o Cruzeiro não conseguiu muito volume de jogo. Apesar de ter finalizado dez vezes (dados do Footstats), foram poucas as chances claras criadas. Além do gol de cabeça marcado por Thiago Neves, apenas Barcos – em duas oportunidades – teve boas chances para finalizar de dentro da área. Os chutes que mais passaram perto da meta defendida pelo goleiro Anderson foram de média distância, com Thiago Neves e Lucas Silva, já no segundo tempo.

Melhores momentos: Cruzeiro 1 x 1 Bahia pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro

Além do jejum de vitórias no Brasileiro, que foi ampliado com o empate diante do Bahia, o Cruzeiro viu as equipes da parte de cima da tabela se distanciarem. Com apenas dois pontos conquistados nos últimos 15 disputados, o time celeste estacionou na 8ª posição, com 26 pontos. O Palmeiras, que abre a zona de classificação à Libertadores, tem 33. O Grêmio, que está em 4º, posição que abre a classificação direta para a fase de grupos da competição continental, está com 36, 10 a mais que a Raposa.

A primeira chance que o Cruzeiro terá para quebrar essa sequência negativa no Brasileirão será justamente contra o Grêmio. Os times se enfrentam na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na arena do clube gaúcho, em compromisso válido pela 20ª rodada.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *