- Esportes

Brasil leva susto no fim, mas vence Porto Rico e vai à semifinal no basquete feminino no Pan

O Brasil teve uma boa atuação, levou um susto no fim, mas venceu Porto Rico por 64 a 58 para garantir a primeira posição do Grupo A e a classificação para a semifinal dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. Foi a segunda vitória da seleção em dois jogos, que ainda enfrenta o Paraguai, já eliminado, nesta quinta-feira, às 20h, com transmissão do SporTV3. O adversário do Brasil na próxima fase sairá do duelo entre Estados Unidos e Colômbia, pelo Grupo B.

Após um início equilibrado no primeiro quarto, o Brasil voltou mal para o segundo e viu Porto Rico abrir vantagem. Mas a equipe comandada por José Neto acordou e engrenou, fazendo ótima reta final de segundo quarto e encaminhando a vitória no terceiro. No fim, Porto Rico tentou reagir, mas já era tarde demais para virar a partida.

Do lado brasileiro, um ótimo jogo coletivo. Débora Fernandes comandou a orquestra e foi um dos pilares da forte defesa com cinco assistências e cinco roubadas. Com a mão quente nos arremessos de fora, Isabela foi fundamental na virada no segundo quarto quando acertou suas três tentativas para três pontos. No garrafão, Erika de Souza foi a cestinha brasileira ao lado de Clarissa com 12 pontos. E Stephanie Soares contribuiu com três tocos. Pela seleção de Porto Rico, Jennifer Oneill, maior pontuadora do jogo, e Jazmone Gwathmey se destacaram com 23 a 15 pontos, respectivamente.

O JOGO
O primeiro quarto começou bastante equilibrado, sem nenhuma das equipes conseguir abrir vantagem, mas com as brasileiras liderando o marcador. Após cesta de Jennifer, as porto-riquenhas estiveram pela primeira vez à frente do placar e abriram três com Jazmone. Na reta final, uma sequência de erros de ambos os lados, e Porto Rico foi para o segundo quarto em vantagem: 14 a 13.

As porto-riquenhas voltaram melhor à quadra e emendaram uma cesta atrás da outra, forçando o técnico José Neto a parar a partida com menos de dois minutos e com o placar marcando 21 a 13. Os primeiros pontos brasileiros no quarto vieram com Tatiane, em bola de três, reduzindo a vantagem para 10 pontos (26 a 16). E após uma bola de três de Isabela, foi a vez do técnico de Porto Rico parar a partida (26 a 19). A defesa do Brasil melhorou, e as bolas de fora continuaram caindo, jogando a diferença para dois pontos, provocando novo tempo de Porto Rico. Mas a pausa não esfriou a mão brasileira. E Isabela converteu sua terceira bola de três para levar o Brasil em vantagem para o intervalo: 32 a 31.

A equipe de José Neto voltou com o ritmo forte para o segundo tempo e abriu oito pontos de vantagem: 40 a 32. A intensidade não diminuiu, e Porto Rico só voltou a pontuar seis minutos depois, em lance livre de Allison Gibson (45 a 34). Após permitir apenas uma cesta de quadra no quarto, o Brasil foi para o último quarto com 11 pontos de vantagem: 51 a 40.

Em desvantagem no placar, Porto Rico acelerou o ritmo do jogo para tentar tirar a diferença, mas José Neto freou a reação porto-riquenha com um pedido de tempo ainda no primeiro minuto (52 a 44). Mas quando a vitória parecia assegurada, Porto Rico reagiu e cortou a diferença para seis pontos, o que fez o comandante brasileiro parar a partida a pouco mais de um minuto do fim (62 a 56). Na volta, mais emoção: Jazmone Gwathmey converteu de longe, mas a arbitragem revisou e deu cesta de dois pontos. Com pouco tempo no relógio, as brasileiras se seguraram e confirmaram a vitória: 64 a 58.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *