- Esportes

Brasil reencontra a Argentina em amistoso e testa sua força antes da Copa do Mundo

O poderio da seleção brasileira de basquete será testado nesta quinta-feira. Na França, o Brasil encara a Argentina na estreia do Torneio de Lyon, às 13h, com transmissão do SporTV 2, iniciando uma sequência de jogos importantíssima antes da Copa do Mundo da China, em setembro. O embate diante dos hermanos será na verdade um reencontro. No Mundial de 2014, na Espanha, o Brasil venceu nas oitavas de final. Mas, há três anos, foi derrotado na Olimpíada dentro de casa, ainda na primeira fase.

A Argentina vem do título dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, e chega como uma das favoritas para uma das duas vagas das Américas para os Jogos Olímpicos de Tóquio. O clássico, além de preparatório, também servirá para testar a força do Brasil e segundo o técnico Aleksandar Petrovic irá mostrar como o país pode se portar e o que se esperar na China.

– Esse torneio na França nos dará uma ideia do que podemos fazer na China, pois vamos enfrentar três equipes muito diferentes. Uma Argentina que vai jogar correndo toda a quadra, uma França, que tem 11 jogadores da NBA, e uma equipe que neste momento tenho dúvidas de como vamos encará-los. Com nossos melhores jogadores ou se vamos esconder um pouco o jogo. Mas até o dia 17 de agosto, quando jogamos contra Montenegro, teremos tempo para tomar uma decisão. Depois de 9, 10 dias de treino, eu posso dizer que estou muito contente com o desempenho desse grupo – disse Petrovic.

Ao contrário do que estava programado inicialmente, o Brasil irá viajar com 13 jogadores. Petrovic irá utilizar o torneio na França para definir o último corte e assim fechar o grupo de 12 atletas que disputará a Copa do Mundo. Após esse torneio amistoso, a seleção viaja para a China, onde enfrenta o time da casa em dois amistosos e também faz um jogo contra uma equipe local. A estreia na Copa do Mundo da China será no dia 1º de setembro, contra a Nova Zelândia.

O Brasil ainda pega Grécia e Montenegro na primeira fase. Os dois melhores avançam para a segunda fase. A Copa do Mundo distribui sete vagas para a Olimpíada de Tóquio e o Brasil precisa ficar entre os dois melhores das Américas para se classificar diretamente para o torneio. Caso contrário, terá que estar entre as 24 melhores para ter um lugar no pré-olímpico.

Quem estava no jogo contra a Argentina pela Olimpíada é o pivô Cristiano Felício, do Chicago Bulls. Ele espera um duelo complicado e se diz ansioso para o clássico.

– Estou feliz e muito ansioso para entrar em quadra contra a Argentina. Com certeza será um jogo difícil, mas ao mesmo tempo muito importante para sabermos em que nível estamos da nossa preparação.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *