- Esportes

Como jogam Austrália, Eslovênia e Bélgica? Dal Zotto analisa rivais do Brasil na 2ª fase do Mundial

Terminar a primeira fase como líder do Grupo B permitiu ao Brasil enfrentar uma chave teoricamente mais fácil na segunda fase do Mundial masculino de vôlei. Em Bolonha, na Itália, a seleção enfrentará Austrália, Eslovênia e Bélgica no Palladozza – todos os jogos com transmissão ao vivo do SporTV2 e cobertura em Tempo Real do GloboEsporte.com. Mas o grupo comandado por Renan Dal Zotto está longe de subestimar os adversários.

As três seleções chegaram aqui por méritos e que chegam no seu melhor momento dentro da competição após uma primeira fase muito boa. É preciso ter todo cuidado com as três equipes – alerta o técnico do Brasil.

Austrália – 21/09 às 12h (de Brasília)
Ranking FIVB: 16º
Campanha na 1ª fase do Mundial: 4º lugar do Grupo C, com duas vitórias e sete pontos
Resultados positivos: Vitórias sobre Camarões (3 a 1) e Tunísia (3 a 1)
Maior pontuador: Lincoln Williams, com 72 pontos
Colocação no último Mundial: 15º
Confrontos em 2018: Vitória do Brasil por 3 a 0 na Liga das Nações
O que diz Renan:

“A Austrália fez um bom jogo contra uma das seleções mais fortes da atualidade, que é a equipe dos Estados Unidos, fazendo um 3 a 2. Eles têm um time alto e que tem o ataque como uma arma forte. Temos que encarar esse primeiro jogo da nova fase como uma primeira grande final.”
Eslovênia – 22/09 às 15h30 (de Brasília)
Ranking FIVB: 23º
Campanha na 1ª fase do Mundial: 3º lugar no Grupo A, com três vitórias e nove pontos
Resultados positivos: Vitórias sobre República Dominicana (3 a 1), Japão (3 a 1) e Bélgica (3 a 2)
Maior pontuador: Tine Urnaut, 82 pontos
Único estreante dentre os 24 times do Mundial
O que diz Renan:

“A Eslovênia tem uma seleção técnica, que tem volume de jogo, estrutura tática boa, com jogadores que jogam o Campeonato Italiano, uma das principais competições do mundo. É uma equipe que cresceu ao longo do campeonato, embalou depois de jogos em ritmo bem pesado, e que há dois anos atrás foi vice-campeã europeia. É um time que chega amadurecido depois de fazer bons jogos na primeira fase.”
Bélgica – 23/09 às 15h30 (de Brasília)
Ranking FIVB: 15º
Campanha na 1ª fase do Mundial: 2º lugar no Grupo A, com três vitórias e 10 pontos
Resultados positivos: Vitórias sobre Argentina (3 a 1), Japão (3 a 1) e República Dominicana (3 a 0)
Maior pontuador: Bram Van Den Dires, com 60 pontos
Colocação no último Mundial: 17º
O que diz Renan:

“A Bélgica também é um time bastante técnico, que chega bem para essa fase e é mais uma seleção que certamente vai seguir dando trabalho. Já estamos estudando bastante, nos preparando, mas, pensando sempre jogo a jogo.”

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *