- Esportes

Da periferia à seleção: quem é Vinicius Lúcio, o gigante de 2,13m e 19 anos chamado pela 1ª vez?

Entre as novidades na lista de Aleksandar Petrovic para as duas últimas partidas da seleção brasileira masculina de basquete nas eliminatórias AmeriCup, uma das grandes surpresas atende pelo nome de Vinicius Lúcio, do Joventut Badalona, da Espanha.

– Fiquei muito feliz com a notícia da convocação. É a realização de um sonho chegar na seleção principal do Brasil. É a recompensa de todo o trabalho que vem fazendo nos últimos anos na Espanha. Isso fortalece a minha confiança e a minha convicção que estou no caminho certo. Eu me sinto preparado para esse momento. Vou buscar meu espaço na seleção com muita humildade e muito trabalho – comemorou Vinicius.

Afinal, quem é esse pivô de 2,13 e 19 anos que foi convocado pela primeira vez para o grupo principal sem sequer ter passado pelas seleções de base?

Apesar da pouca idade, a caminhada de Vinicius Lúcio para chegar à seleção foi longa. Muitas vezes, literalmente.

Da periferia de Sumaré, onde morava com a família, ele pegava diariamente um ônibus para descer na rodoviária de Campinas e andava por aproximadamente 35 minutos até o Clube Regatas.

Foi lá que ele começou aos 11 anos. Depois ainda passou por Paulistano antes de se mudar para a Europa em agosto de 2017, com 16 anos.

Transformação e elogios de Petrovic
Quando chegou à Espanha, tinha “apenas” 84 quilos para um gigante de 2,13m. Hoje, a balança já está na casa dos 104kg. A transformação no peso não foi a única nos últimos anos.

As experiências de vida também moldaram a personalidade e o estilo de jogo para a jovem promessa brasileira entrar no radar de franquias da NBA e também do técnico Petrovic, de quem recebeu elogios e foi tratado como potencial titular da seleção nacional no futuro breve.

– A torcida do Brasil pode pensar quem é esse novato. Trata-se de um investimento no futuro. Esse jogador, dentro de dois, três anos para a Olimpíada de Paris, vai estar pronto para entrar no quinteto inicial. Trata-se de um grande jogador e que vai estar em quadra nos próximos dois jogos. Não creio que alguém no Brasil tenha visto ele jogar nos últimos três, quatro anos.
— Aleksandar Petrovic, técnico da seleção masculina de basquete
Então, para quem ainda não viu Vinicius jogar, aí vão algumas informações da trajetória dele no basquete espanhol.

Em 2018, ainda como júnior, ele foi campeão da Euroliga Júnior pelo Joventut Badalona e eleito o melhor pivô no torneio, com direito a 16 pontos na vitória por 95 a 85 na final contra o Barcelona.

Ele treina com o elenco principal do Joventud Badalona, mas atua pelo Club Baloncesto Prat, uma espécie de time “B” do clube para dar bagagem e minutagem aos jogadores mais jovens. Na última temporada, Vinicius teve uma média de quase 20 minutos em quadra, 8,7 pontos e 4,4 rebotes por jogo.

O contrato com o Joventud Badalona foi renovado em julho de 2020 por mais cinco anos e agora vai até junho de 2025, com multa rescisória para a NBA.

Por falar em NBA, Vinicius foi inscrito na fase preliminar do último Draft, chegou a ter uma entrevista com o Philadelphia 76ers, mas a situação não avançou.

O objetivo do empresário Gustavo de Castro era realmente que Vinicius, que hoje fala espanhol e catalão fluentemente e tem um inglês intermediário, tivesse um primeiro contato com o mundo da NBA, ainda que o pivô tenha etapas a cumprir para de fato bater à porta da maior liga de basquete do mundo.

Ele também chegou a participar do evento “Basketball Without Borders”, realizado pela NBA, durante o fim de semana do All-Star Game em Charlotte, em fevereiro de 2019. É uma espécie de clínica para promessas de todo o mundo.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *