- Esportes

Diferente até no visual, Isaquias relembra participação nos Jogos da Juventude: “Um coadjuvante”

Desde a sua primeira edição, em Cingapura 2010, os Jogos Olímpicos da Juventude passaram a integrar o processo de aprendizado dos grandes atletas mundiais. Com isso, é cada vez mais natural ver ídolos nacionais despontando já nas Olímpiadas para jovens de até 18 anos. Isaquias Queiroz, foi um dos brasileiros que teve a oportunidade de participar do evento. Fora do pódio na ocasião, ele falou sobre a influência dos Jogos na sua formação.

SporTV 2 e SporTV3 transmitem diariamente os Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires. Evento vai até o dia 18 na capital argentina.

“Em 2010, eu era um coadjuvante. Eu estava lá tentando ganhar experiência, ganhar mais sabedoria para competir”
O que seria da canoagem do Brasil sem a ida de Isaquias para os Jogos Olímpicos da Juventude? Segundo o canoísta, foi esse primeiro contato com grandes eventos que o fez mudar de mentalidade e seguir firme em busca do sonho olímpico.

– Eu tive a felicidade de ser o primeiro atleta da canoagem a participar dos Jogos Olímpicos da Juventude, que foram em Cingapura 2010. Eu não tive um resultado excelente assim, mas eu acho que também me ajudou bastante não ter ganhado aquela medalha. Acabou me deixando com sangue nos olhos como o brasileiro fala… Acabou me deixando com mais vontade ainda. E a partir de lá eu comecei a pensar grande e a sonhar com a Olimpíada do Rio de Janeiro.

Antes e depois

Isaquias não mudou apenas os resultados nos últimos oito anos. O brasileiro deu também uma boa repaginada no visual. Confira como era e como ficou o três vezes medalhista olímpico.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *