- Esportes

Guarulhos assusta, mas Campinas vira o jogo e mantém a terceira colocação na Superliga

O Campinas manteve a terceira colocação da Superliga Masculina de Vôlei ao vencer Guarulhos por 3 sets a 1 (24/26, 25/23, 25/17 e 25/17) na noite deste domingo. O enorme favoritismo do time da casa demorou para dar as caras no Ginásio do Taquaral, já que o adversário, que vinha de quatro derrotas em suas últimas cinco partidas, jogou muito bem nos dois primeiros sets.

Pressionado pela vitória do Minas sobre o Caramuru Vôlei na véspera, Campinas precisava vencer para recuperar a terceira colocação. Com a virada em casa, chegou aos 41 pontos, três a mais do que o quarto colocado. Guarulhos permanece em nono, com apenas 18.

O oposto Leandro Vissoto (18), o meio de rede Michel (14) e o ponta Vaccari (13) foram os maiores pontuadores da equipe. Michel foi eleito o melhor jogador da partida e recebeu o Troféu Viva Vôlei. Já o levantador argentino Demian González teve dois motivos para comemorar, já que neste domingo celebrou mais uma vitória na Superliga e também seu aniversário de 38 anos.

O Campinas volta à quadra na próxima quarta-feira, novamente no Ginásio do Taquaral. O jogo contra Itapetininga está marcado para as 19h30. No mesmo dia, Guarulhos visita Uberlândia, às 21h30, com transmissão do Sportv.

Guarulhos aproveitou a desatenção do Campinas e anulou o favoritismo adversário com uma excelente atuação no primeiro set. Com três pontos seguidos, abriu vantagem de 7 a 4. Com dois bloqueios do meio de rede Barreto, o Campinas voltou para o jogo ao igualar o placar em 9 a 9.

Os visitantes não perderam a confiança nem mesmo depois que o cenário se repetiu. Guarulhos fez 15 a 12, mas permitiu que os donos da casa igualassem o placar em 19 a 19.

Novamente Guarulhos reagiu com tranquilidade e eficiência a um momento de adversidade e não se abateu nem mesmo depois de desperdiçar dois set points. A boa atuação de Guarulhos foi premiada com a vitória por 26 a 24, sacramentada após um erro do oposto Leandro Vissotto.

O segundo set foi muito parecido com o primeiro, até mesmo no tempo (terminou em 34 minutos, um a mais do que a primeira parcial). Guarulhos conseguiu mais uma vez equilibrar as ações de um adversário tecnicamente superior, mas desta vez foi Campinas que comandou o placar.

Mas não foi fácil. O time campineiro conseguiu abriu três pontos – sua maior vantagem até então – quando fez 14 a 11. O adversário não se entregou. Fez 16 a 16, sofreu dois pontos seguidos e novamente foi buscar o empate de 18 a 18. O set seguiu equilibrado até Vissotto marcar seu 12º ponto no jogo e fechar em 25 a 23.

O favoritismo do Campinas só se fez presente no terceiro set, quando o ponta Vaccari “entrou no jogo” e anotou cinco pontos, um a mais do que conseguiu nos dois sets iniciais. Mesmo assim, o adversário resistiu enquanto pôde. Guarulhos conseguiu novamente eliminar uma desvantagem de três pontos (7 a 4) e virou para 11 a 10. A resistência dos visitantes terminou nesse instante. Campinas fez cinco pontos seguidos e depois só administrou sua vantagem para fechar o set em 25 a 17, em 27 minutos.

A sensação de que o final da partida seria tranquilo aumentou depois que o Vôlei Campinas abriu 13 a 6 no quarto set. Os visitantes não se entregaram e marcaram quatro pontos seguidos, forçando o técnico Horácio Dileo a pedir tempo.

A paralisação e a conversa com o treinador foram importantes para a equipe recuperar a concentração e não dar mais esperanças a Guarulhos. Um ataque de Vissotto encerrou o set, que teve a mesma duração e o mesmo placar do anterior: 25 a 17, em 27 minutos.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *