- Esportes

Imagem forte! Atleta do Bellator sofre fratura na perna idêntica a que Anderson Silva sofreu no UFC

Realizado em San José, na Califórnia (EUA), o Bellator 226 foi marcado por polêmica na luta principal e uma imagem duríssima: a fratura na perna sofrida pelo peso-meio-pesado Albert Gonzales ainda no primeiro round da luta contra Tyson Miller, no card preliminar. Gonzales lesionou-se de forma idêntica a Anderson Silva na sua primeira luta contra Chris Weidman, no UFC 162. A luta foi interrompida imediatamente.

Polêmica e confusão na luta principal
No mesmo evento, mas no card principal, a luta que encerraria o evento, entre os pesos-pesados Ryan Bader e Cheick Kongo, foi encerrada de forma prematura e de forma polêmica. Bader, atual campeão, punha o seu cinturão em jogo contra o francês. Ainda no primeiro round, o americano encurralou Kongo junto à grade e, após um golpe, o desafiante alegou ter tido o olho tocado pelo dedo de Bader. A luta foi paralisada e o médico decidiu interrompê-la após o francês alegar não estar conseguindo enxergar (veja no vídeo abaixo a partir da marca de 4m05s).

O problema é que as imagens em câmera lenta mostraram que Kongo não teve o olho tocado por Bader. O golpe alegado por ele teria atingido o nariz do lutador, e o olho estaria lesionado por conta de um soco, e não uma dedada. Mesmo com as imagens, a luta não recomeçou, e foi anunciada como “sem resultado”.

Logo após o anúncio, Quinton Rampage Jackson, amigo pessoal de Cheick Kongo, entrou no cage e trocou provocações com Ryan Bader, que o derrotou no UFC 144, em 2012. Os dois discutiram e Jackson, muito exaltado, precisou ser contido por uma multidão de seguranças. Confira abaixo.

Em meio às polêmicas, um lance engraçado também teve destaque no Bellator 226: participante do GP dos pesos-penas, Derek Campos protagonizou uma cena no mínimo curiosa na luta contra o ex-campeão Daniel Straus. Sendo mantido à distância pelas pedaladas de Straus, Campos decidiu furar o bloqueio do rival de um jeito, digamos, pouco comum. Até mesmo o presidente do evento, Scott Coker, fez questão de postar o vídeo com o “golpe” de Campos.

Os dois brasileiros no card do evento saíram vitoriosos. John Macapá derrotou Ashleigh Grimshaw por nocaute técnico, e Renato Índio bateu Abraham Vaesau por finalização.

Confira todos os resultados do Bellator 226:

CARD PRINCIPAL
Ryan Bader x Cheick Kongo foi declarada sem resultado aos 3m28s do R1
Derek Campos venceu Daniel Straus por decisão unânime (30-26, 30-25 e 30-25)
Adam Borics venceu Pat Curran por nocaute técnico aos 4m59s do R2
Emmanuel Sanchez venceu Tywan Claxton por finalização aos 4m11s do R2
Pedro Carvalho venceu Sam Sicilia por finalização a 1m56s do R1
Daniel Carey venceu Gaston Bolaños por finalização aos 4m19s do R1
CARD PRELIMINAR
Ivan Batinich venceu Daniel Compton por finalização aos 4m33s do R2
Tyson Miller venceu Albert Gonzales por nocaute técnico a 1m18s do R1
Alan Benson venceu Faporn Gutierrez por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Peter Ishiguro venceu Elias Anderson por decisão unânime (triplo 29-28)
Daniel Gonzalez venceu Jonathan Adams por finalização aos 4m56s do R2
Cornelius Savage venceu Evan Gubera por decisão dividida (triplo 29-28)
John Macapá venceu Ashleigh Grimshaw por nocaute técnico (desistência do córner) aos 5m do R2
Adam Piccolotti venceu Jake Smith por finalização aos 2m34s do R2
Jessica Borga venceu Amber Leibrock por finalização aos 4m45s do R1
Cass Bell venceu Isaiah Rocha por finalização a 1m21s do R1
Batsumberel Dagvadorj venceu James Terry por finalização aos 2m43s do R1
Renato Índio venceu Abraham Vaesau por finalização aos 3m36s do R3
Hyder Amil venceu Ignacio Ortiz por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Chris Gonzalez venceu Luis Vargas por decisão unânime (30-27, 30-26 e 30-25)

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *