- Esportes

Júlio Baptista relembra gol no último Barcelona x Real sem Messi e Cristiano Ronaldo: “Dia especial”

No próximo domingo, depois de quase onze anos, Barcelona e Real Madrid voltarão a se enfrentar sem Messi, lesionado, e Cristiano Ronaldo, que se transferiu para a Juventus. A última vez que o argentino e o português ficaram fora do mesmo “El Clásico” foi em 23 de dezembro de 2007. Na ocasião, os merengues derrotaram os culés, no Camp Nou, por 1 a 0, em jogo válido pelo Campeonato Espanhol.

O gol daquela partida foi marcado pelo meia brasileiro Júlio Baptista. Depois de uma tabela com Van Nistelrooy, o então camisa 19 madridista finalizou sem chances para o goleiro Victor Valdés. Mesmo com a passagem do tempo, as memórias do jogo não foram apagadas da mente de Júlio.

– Não posso esquecer. Foi um dia especial para mim, por marcar um gol e ajudar o Real. Lembro que o Barça era favorito, mas nós fizemos um jogo perfeito, não deixando espaço nenhum para que eles atacassem. Saí do Camp Nou muito feliz – contou Júlio, em conversa com o GloboEsporte.com.

Apesar do triunfo e da felicidade, o brasileiro garante que a festa pós-jogo foi contida:

– Sabíamos que a vitória era muito importante, até porque disputávamos posição com o Barcelona na tabela, mas não podíamos extrapolar. Ainda faltava muito para o campeonato acabar, e quase não comemoramos o 1 a 0.

Na temporada 2007/2008, o Real acabaria se sagrando campeão espanhol. Prêmio para a equipe treinada por Bernd Schuster e que tinha, além de Júlio, nomes como: Casillas, Pepe, Cannavaro, Sneidjer, Raúl, Robinho, Van Nilstelrooy e Sergio Ramos, o único que continua no elenco merengue.

Já o Barcelona, terminaria o Campeonato Espanhol na terceira colocação, atrás ainda do Villarreal. Treinado por Frank Rijkaard, o clube catalão já contava com o futebol de Messi, mas o argentino, a exemplo do que aconteceu em 2018, tinha se lesionado antes do “El Clásico” e não pôde enfrentar o Real. Mesmo assim, o Barça foi a campo com um trio de ataque formado por Ronaldinho Gaúcho, Iniesta e Eto’o. O elenco ainda tinha Xavi, Deco, Yaya Touré, Puyol, dentre outros.

Desde aquele dia 23 de dezembro, Barcelona e Real se enfrentaram outras 35 vezes, e o clube catalão leva vantagem no confronto: foram 16 vitórias blaugranas, oito empates e 11 triunfos merengues. Messi esteve presente em todas as partidas, marcou 23 gols e deu 14 assistências. Já Cristiano, que chegou à Espanha só em 2009, participou de 30 jogos, somando 18 gols e uma assistência.

A ausência deles no próximo domingo será sentida até por quem sabe o que é um “El Clásico” sem os dois jogadores.

– Messi e Cristiano farão falta. Eles apimentavam os duelos entre Barça e Real, por causa da rivalidade que existe entres os dois. Havia sempre aquela disputa para ver quem se sairia melhor, decidiria a partida. Ainda assim, os jogadores que estarão em campo no domingo têm muita qualidade e podem fazer um bom jogo – disse Júlio, que está no Cluj, da Romênia.

Por causa da certeza de uma partida bem disputada, o meia evita fazer apostas. Ele reconhece que o Barça vive melhor momento, mas diz que a pressão sobre o Real pode se converter em uma boa atuação dos merengues:

– É difícil cravar quem será o vencedor. Qualquer um pode ganhar. “El Clásico” é um jogo em que você precisa dar 1000%, não pode deixar passar nada. Por isso, o Real, mesmo em má fase, tem a chance de entrar e fazer uma bela partida, como nós fizemos há quase onze anos.

O GloboEsporte.com acompanhará, em tempo real, o duelo entre Barcelona e Real, no domingo, às 12h15. O jogo será no Camp Nou.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *