- Esportes

Kayla Harrison diz que sentiu sangue de adversária na boca durante surra no Invicta FC

Kayla Harrison impressionou em sua primeira luta como peso-pena, na última sexta-feira, pelo Invicta FC. A ex-judoca olímpica arrasou a compatriota americana Courtney King e venceu por nocaute técnico no segundo round, após deixar seu rosto ensanguentado. Harrison lembrou que cotoveladas não são permitidas na Professional Fighters League (PFL), organização da qual é campeã e em que fez todas as suas lutas até então, e que isso foi um fator decisivo no combate.

– Fiquei surpresa com o quanto de sangue havia e o médico não parou a luta. Eu estava literalmente escorregando no sangue, foi nojento. Foi a primeira vez que pude aplicar cotoveladas na minha carreira. Faz uma grande diferença – admitiu “Judo Kayla” em entrevista ao site americano “TMZ”.

King saiu da luta com a cabeça coberta de sangue e a lona do cage também ficou com vários pontos avermelhados. E sobrou até para Harrison, que confessou ter vivido uma experiência muito desagradável.

– Quando você corta o peso, seus lábios ficam muito ressecados, então eu ficava lambendo meus lábios inconscientemente, para mantê-los molhados, e uma vez que lambi os lábios, pensei, “Meu Deus, senti sangue!” (risos) Foi muito nojento.

Kayla Harrison admitiu ainda que estranhou a luta não ter sido encerrada antes, mas compreendeu que sua adversária se recusou a desistir. A americana ainda disse que relutou em continuar batendo em King.

– Há duas Kaylas; uma Kayla que pensa: “Isso é bárbaro, meu Deus, não quero mais socá-la”, e tem outra parte que pensa: “Este é meu trabalho, isto é o que tenho que fazer, bate com mais força.” (risos) É uma dicotomia interessante quando se está no cage. O instinto assassino tem que aflorar – contou.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *