- Esportes

Klopp elege Lewandowski como o melhor que já treinou: “Não seria justo dizer qualquer outro”

Depois de surgir como um técnico promissor no Borussia Dortmund, Jürgen Klopp se tornou um dos treinadores mais badalados do futebol mundial. E, em meio aos astros com quem trabalhou no clube alemão e no Liverpool, seu atual time, nenhum o impressionou mais que Robert Lewandowski.Em entrevista ao jornal “Bild,”, Klopp foi questionado sobre qual foi o melhor jogador com quem trabalhou. E indicou que não poderia deixar de escolher o atual melhor jogador do mundo por conta da evolução mostrada em poucos anos.

– Robert Lewandowski. Não seria justo dizer isso sobre qualquer outro jogador, exceto Lewy. O que ele tirou do seu potencial, como se esforçou para se tornar o jogador que é hoje, é extraordinário. Se cada jogador tivesse um desenvolvimento semelhante a Lewandowski, desde que o vi pela primeira vez no Lech Poznan, todos ganhariam as divididas, os laterais completariam os seus cruzamentos, os meias seriam fortes no um contra um, os pontas desarmariam e lançariam bolas longas – destacou.

Lewandowski trabalhou com Klopp por quatro temporadas, entre 2010 e 2014. O alemão era o comandante do Borussia Dortmund quando o clube contratou o atacante ao Lech Poznan, aos 21 anos. O técnico auxiliou no desenvolvimento do polonês, que logo passou a impressionar marcando mais de 30 gols por temporada e atraiu a atenção do Bayern de Munique, para onde foi em 2014, um ano antes da saída de Klopp do Borussia.

Recentemente, ao escrever um texto para o site “The Players Tribune”, Lewandowski exaltou a importância de Klopp em sua caminhada, indicando que o técnico se tornou uma referência de figura paterna, depois de perder seu pai, grande incentivador no início de sua carreira. Na ocasião, quando acabara de ser eleito melhor jogador do mundo, o polonês lembrou das conversas com o técnico e não poupou elogios.Lewandowski comparou Klopp a um “professor mau”, daqueles exigentes que todo aluno se lembra para o resto da vida – dizendo que o alemão era muito exigente com todos os atletas. E relatou orientações que considerou geniais para sua carreira: primeiro, Klopp pediu que o atacante fosse mais calmo, tocasse mais na bola e menos afobado; depois, então, pediu que fosse mais direto e rápido.

– Quando eu diminuí, ele me desafiou a acelerar novamente. Um toque. BANG. Objetivo. Ele me desacelerou para me acelerar. Parece simples, mas foi genial, na verdade – escreveu.

Klopp também abordou o processo que levou o polonês a ser tão objetivo e conseguir manter uma média de gols tão alta. Desde 2015/16, Lewandowski marca ao menos 40 gols por temporada – na última fez 55 em 47 jogos, e na atual tem 39 gols em 35 partidas.

– Lewy deu todos os passos que precisava para ser essa máquina de gols. Cada um. Ele mergulhou no jogo, sabe em cada situação o que tem que fazer, onde tem que ir. Lewy é absolutamente uma máquina – elogiou Klopp.

Fonte: Globo Esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *