- Esportes

Mais leve no Lyon, Thiago Mendes lembra ameaças após lance com Neymar: “Xingaram meus filhos”

A quarta temporada na França e a segunda vestindo a camisa do Lyon colocou em ação um Thiago Mendes mais leve. Contratado pelo gigante francês em 2019, o ex-jogador do São Paulo considera que, depois de um ano no clube, conseguiu alcançar o melhor de seu futebol em 2020/21, sem o peso das cifras nas costas. É o que o meia deixa claro ao comentar seu desempenho em uma temporada em que disputa o título com a tradicional equipe.

Veja a tabela do Campeonato Francês
Thiago foi a contratação mais cara da temporada 2019/20, junto ao zagueiro Andersen, tendo custado ao clube € 25 milhões (R$ 169 milhões, atualmente). E acabou não rendendo o esperado, em uma crítica que ele mesmo endossa. Mas um ano depois, em um elenco que conta com outras novidades, como o meia brasileiro Lucas Paquetá e o atacante camaronês Ekambi, ele considera que conseguiu crescer.

– Por ter sido um dos jogadores mais caros, o peso caiu principalmente sobre mim. Tudo que acontecia no clube era o Thiago Mendes, se o time perdia a culpa era do Thiago Mendes. Com as contratações que chegaram, deu mais peso para cada um. Isso tirou o peso de mim, consegui trabalhar leve, com a cabeça erguida – analisa.

Depois de uma participação como protagonista na Liga dos Campeões em 2019/20, quando chegou à semifinal, o Lyon se encontrou e voltou a disputar o título francês na atual temporada. E o elenco atraiu a atenção de clubes estrangeiros. Foi o caso de Thiago, que foi alvo de uma proposta do futebol chinês. A diretoria acabou recusando a oferta de cerca de 10 milhões de euros (R$ 65 milhões) do Shandong Luneng, e o brasileiro permaneceu no clube.

– Naquele momento do interesse da China quem estava tratando era o clube, meu empresário, Paulo Pitombeira, o Juninho (Pernambucano, diretor esportivo) e o presidente. E ele não aceitou a proposta que chegou. Mas isso me deixou tranquilo, sei que meu trabalho está sendo bem visto. Espero continuar bem aqui, ou que as propostas possam chegar também. Eu estava focado, deixei na mão do meu empresário e nas mãos de Deus. E continuei fazendo o trabalho que estava fazendo – lembra.

Agora, ele se diz aberto a todas as possibilidades: tanto a permanência no Lyon como uma possível transferência em caso de novas propostas. Thiago nem mesmo descarta um retorno ao Brasil, mas sempre frisando que tomaria uma decisão junto à família.

– Eu não sei te falar agora o que seria o dia de amanhã, mas estou feliz, estou jogando. As coisas mudaram. Sofri no meu primeiro ano no Lyon, o segundo está sendo melhor, espero continuar meu trabalho. Se for para ficar, fico feliz. E se for para ir embora, ainda não sei. Não conversei com meu empresário, se há proposta. Mas primeiro quero fechar o campeonato e tentar ser campeão – destacou.

Lance com Neymar gerou ameaças e xingamentos
Em uma temporada na qual não participou de competições europeias, o Lyon conseguiu ter bom desempenho na liga e se manteve na disputa pelo título. Atualmente, a situação ficou mais complicada, já que o time comandado por Rudi García viu o líder Lille abrir cinco pontos de vantagem na ponta da tabela – embora o Lyon ainda tenha um confronto direto para dar esperanças.

Quem também disputa o troféu é o estrelado PSG, com quem o Lyon estabeleceu grande rivalidade nos últimos anos – os dois clubes desenvolveram hegemonias recentes no futebol local. E o último encontro entre as duas equipes, no dia 13 de dezembro, foi marcado por um lance que gerou polêmica, envolvendo Thiago Mendes e Neymar. Ao tentar desarmar o compatriota em uma disputa no fim do jogo, Thiago acabou atingindo o camisa 10 parisiense e foi expulso. Neymar deixou o campo chorando de maca, em uma lesão que depois seria detalhada e o deixaria parado por um mês.

Na ocasião, Thiago Mendes foi suspenso por três jogos e gravou um vídeo pedindo desculpas a Neymar pela dura entrada, garantindo que não teve a intenção de atingi-lo e que também era um admirador de seu futebol. Porém, os fãs do astro não hesitaram ao usar as redes sociais para ameaçar Thiago e seus familiares – como o técnico Rudi García relatou na época. E o jogador do Lyon lembra com tristeza tais momentos.

– Acho que foi difícil, não só para mim, mas para minha família, que sofreu ameaças, ligações, mensagem por todas as redes sociais. O dia seguinte para mim foi difícil, porque minha mulher relatou muito xingamento, muita ofensa, pessoas xingando meus filhos. Fiquei bastante chateado, cheguei a ficar um tempo sem rede social. Eu estava sofrendo um pouco com essa situação. Foi gente praticamente do mundo inteiro, mas foram mais brasileiros, xingando em português, ligando – lembra.

Fonte: Globo Esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *