- Esportes

Michael Chandler diz que ida ao UFC não foi por opção financeira: “A oferta certa na hora certa”

Michael Chandler abriu o jogo sobre as negociações que o levaram do Bellator ao UFC. O peso-leve comentou o processo de negociação com as duas companhias e também com outras organizações, como a PFL e o ONE, e explicou sua decisão. Ele afirma que a escolha ocorreu mais pela força do evento que por critérios financeiros, uma vez que a oferta do UFC não era a maior entre as alternativas.

— Não era o maior valor, mas foi uma escolha mais pela competição. Eu já optei por incentivos financeiros muitas vezes. Funcionou para mim por um longo tempo no Bellator. Algumas pessoas perseguem o dinheiro, outras buscam a competição. Um meio termo entre os dois pode ser a melhor opção para muitas pessoas. Para mim, a oferta do UFC foi a oferta certa na hora certa e essa é a divisão mais emocionante de todo o UFC agora — declarou o atleta ao canal “Bellow the Belt”.

Chandler já chegou ao UFC com moral, escaldo para ser substituto da última disputa de cinturão peso-leve, entre Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje, em outubro. Mesmo que já tivesse o desejo de fechar com Dana White, o peso-leve comenta que preferiu sentar com todos os pretendentes e ouvir as ofertas com atenção.

— Com certeza o UFC é onde eu queria estar, mas eu não tomaria uma decisão de negócios inteligente se não considerasse todas as ofertas. E todas foram ótimas, tanto financeiramente quanto pessoalmente. Poder sentar à mesa e negociar com o PFL, o ONE e continuar falando com o Bellator ao mesmo tempo foi um processo interessante. Assim que me sentei na sala na sede do UFC, eu estava meio que pensando que era onde eu iria parar. 72 horas depois fechamos o negócio.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *