- Esportes

Novato no PSG, Buffon diz que gosta do perigo e garante estar melhor aos 40 anos

Gianluigi Buffon é uma lenda do futebol, que decidiu se arriscar em terras desconhecidas. Depois de 17 anos na Juventus, o goleiro deixou a Velha Senhora e aceitou um desafio no Paris Saint-Germain. Ainda em adaptação ao novo clube, ele deu uma entrevista à revista “France Football” e explicou os motivos da transferência:

– Às vezes, as pessoas constroem uma zona de conforto e se recusam a sair, porque a novidade é sempre assustadora. No entanto, eu sou o completo oposto disso. Gosto de me colocar em perigo, progredir, enfrentar dificuldades e entender o que precisa ser feito para superá-las.

Quando anunciou que deixaria a Juventus, antes da Copa do Mundo da Rússia, uma aposentadoria de Buffon chegou a ser especulada. No entanto, mesmo aos 40 anos, o italiano quis se manter em atividade – e em um clube que aspira grandes conquistas no cenário mundial.

O desejo por renovação, além de surgir da própria personalidade de Buffon, também foi motivado pelo alto nível em que ele atua, ainda que esteja com idade avançada. Na visão do próprio goleiro, os 40 anos não pesam.

– Se me perguntassem “Aos 35 anos, você se sentia diferente de hoje?”, eu responderia “Acho que estou melhor”. E então diriam “Impossível”. Eu também, às vezes, quando chego em casa, digo para mim: “Não é possível”. Mas me sinto melhor do que cinco, seis, sete anos atrás – afirmou.

No PSG, Buffon enfrenta a concorrência de Alphonse Areola e Kevin Trapp, goleiros que estiveram na última Copa do Mundo. Pelo início da temporada, é possível perceber que os arqueiros devem se revezar na posição de titular – Areola, por exemplo, foi a campo no último jogo, contra o Angers. Apesar da disputa com os companheiros, Buffon não se mostra incomodado e garante entender a necessidade de tantos bons nomes no elenco.

– Temos um relacionamento muito bom e, para mim, eles são como irmãos. Em equipe, é muito importante ter respeito e estima um pelo outro. Um time como o PSG joga cerca de 60 partidas, e espero que jogue mais do que na temporada passada. Não acho certo ter apenas um titular no gol – disse.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *