- Esportes

Rachael Ostovich retorna após agressão sofrida: “Usarei minha voz para quem não pode falar”

Depois do inferno astral, o retorno. A peso-mosca Rachael Ostovich foi brutalmente agredida por seu marido, Arnold Berdon, em novembro do ano passado, e foi hospitalizada. Na mesma semana, o Utimate chegou a cancelar a sua a luta contra Paige VanZant, marcada para este sábado, dia 19 de janeiro, mas Rachael se recuperou e está confirmada para o combate. A lutadora sofreu uma fratura no osso orbital, entre outras lesões, mas apareceu sem marcas visíveis no rosto e no corpo para a entrevista exclusiva concedida ao Combate.com.

– Neste momento estou em uma boa situação mental, física, espiritual e emocional. Talvez se me perguntassem há um mês, estaria bem mais difícil, mas me preparei para o desafio que seria cada dia. Lutar é sempre uma batalha mental, tendo ou não o problema que tive. Existem muitas lutas antes da luta física, ali no dia. O que passei me causou mais um estresse emocional, e segui em frente. Tenho pessoas maravilhosas à minha volta, muita gente que me apóia, uma boa família. E estou muito agradecida por estar aqui. Eu estava em uma cama de hospital e lá eu já sabia que queria continuar lutando. Quando meu empresário e meu treinador me disseram que não iam me deixar lutar, fiquei muito mal. E agora vejo que preciso lutar. Sinto que preciso fazer isso. Agora é muito mais do que somente uma luta.

Desde o episódio de agressão, Rachael recebeu inúmeras mensagens de apoio em suas redes sociais, inclusive de outras vítimas de violência doméstica. Para quem passou pela experiência traumática, pode ser muito difícil falar sobre o assunto, mas a lutadora havaiana se sente no dever de se manifestar. Caso vença, no sábado, o público pode esperar alguma mensagem sobre o tema, na entrevista no octógono.

– Isso (violência doméstica) acontece em todo o mundo, é um problema global. Fiquei muito impressionada com o número de mensagens que recebi, de pessoas de todas as idades que também sofreram violência. Só quero usar minha voz para aquelas que não podem falar. Sinto que é minha responsabilidade, usar essa plataforma e me expressar. Quando aconteceu comigo, achei que as pessoas não iriam querer falar sobre isso. É um assunto delicado, e ainda é muito difícil para mim: Falar da minha experiência pessoal, do meu problema pessoal e tornar isso público. Fui muito julgada por isso, mas tudo bem. Se querem que eu fale algo gentil sobre o que sofri, que me dêem outra história.

Curiosamente, no mesmo card do UFC Brooklyn, um lutador condenado por violência doméstica estará em ação. Greg Hardy, ex-jogador de futebol americano da NFL, foi preso em 2014 por ter agredido a ex-namorada. De acordo com Rachael Ostovich, Dana White não a consultou sobre a presença de Hardy no evento. O lutador, de 30 anos, vai fazer sua estreia no UFC contra Allen Crowder.

– Eu não sei direito a situação do Greg Hardy, mas o que penso sobre isso é: não tenho nada a fazer sobre ele. Estou até honestamente feliz por ele estar aqui e dando uma volta por cima. Talvez isso inspire outras pessoas de que há vida depois de erros graves cometidos. Quando você não faz boas escolhas na sua vida, é possível retornar e fazer a coisa certa. Ele tem a história dele e eu tenho a minha. Não tenho nada a fazer sobre isso. Desejo a ele o melhor, assim como a todos no card – disse Ostovich.

Rachael, que tem uma vitória e uma derrota no UFC, vai encarar no card principal Paige VanZant, que já tem sete lutas no Utimate, mas vem de duas derrotas.

– Ela é uma atleta muito bem condicionada tem tudo pra ser uma luta animada. Nós duas tivemos adversidades, nós duas precisamos dessa luta. Todos vão se divertir: os fãs e nós mesmas. Para mim, não vejo outra opção a não ser vencer.

O Combate transmite o UFC Brooklyn ao vivo, na íntegra e com exclusividade no próximo sábado, dia 19 de janeiro. O Combate.com transmite as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo e acompanha o restante do evento em Tempo Real.

UFC Brooklyn
19 de janeiro de 2019, em Nova York (EUA)
CARD PRINCIPAL (1h, horário de Brasília):
Peso-mosca: Henry Cejudo x TJ Dillashaw
Peso-pesado: Greg Hardy x Allen Crowder
Peso-leve: Gregor Gillespie x Yancy Medeiros
Peso-mosca: Joseph Benavidez x Dustin Ortiz
Peso-mosca: Paige VanZant x Rachael Ostovich
Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Karl Roberson
CARD PRELIMINAR (21h, horário de Brasília):
Peso-leve: Alexander Hernandez x Donald Cerrone
Peso-mosca: Joanne Calderwood x Ariane Lipski
Peso-pesado: Alonzo Menifield x Vinicius Mamute
Peso-galo: Cory Sandhagen x Mario Bautista
Peso-pena: Dennis Bermudez x Te Edwards
Peso-meio-médio: Belal Muhammad x Geoff Neal
Peso-meio-médio: Chance Rencountre x Kyle Stewart

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *