- Esportes

Recurso do Cruzeiro na Justiça pode fazer volta de Fred virar o temido “Caso Scarpa” no Fluminense

O que Fluminense e o estafe de Fred mais temiam corre risco de acontecer. A ação do Cruzeiro na Justiça Comum não almeja volta do centroavante à Raposa, mas pode impedir o camisa 9 de jogar com a camisa tricolor até que seu imbróglio com o clube mineiro seja resolvido nos tribunais.

Fred passa por cirurgia no olho e inicia recuperação para voltar ao Flu no Brasileiro
Guardadas as características específicas, um possível imbróglio remete ao que Flu, Palmeiras e Gustavo Scarpa viveram em 2018, na Justiça do Trabalho. Após o meia obter a rescisão com o Tricolor na Justiça alegando pendências de pagamento e acertar com o clube paulista, o Flu conseguiu reaver momentaneamente o contrato, rompido posteriormente com um “habeas corpus”. Após um longo vai e vem, o Palmeiras, arcou com um pagamento de R$ 6,7 milhões ao Flu para encerrar a batalha judicial.

O cenário atual era o que a diretoria e o estafe de Fred queriam evitar. Tanto que o “Caso Scarpa” era citado como exemplo. E foi este o motivo da negociação para o retorno do ídolo às Laranjeiras ter se arrastado no começo do ano.

Além disso, a pandemia de coronavírus atrasou o andamento do processo entre Cruzeiro e Fred na Justiça, cuja resolução deixaria o caminho livre para o Fluminense. Como o clube mineiro não havia feito nenhuma movimentação na Justiça desde quando o centroavante rescindiu seu contrato em fevereiro, as partes, então, se sentiram seguras para concretizar o retorno, aproveitando o gancho da exibição do jogo do tetra brasileiro do Fluminense, no fim de maio.

Passado o tempo, com Fred já tendo reestreado pelo Tricolor, a movimentação do Cruzeiro pegou de surpresa o estafe do jogador e o Flu. Ciente do risco, porém, o clube de Laranjeiras havia se cercado contratualmente na época da contratação para não ter prejuízos financeiros caso este cenário ocorresse.

Na ação, o Cruzeiro pede que o contrato de trabalho que Fred tinha seja revalidado até que a reclamação do jogador seja concluída na Justiça – o processo ainda não tem data para julgamento. Caso o tribunal aceite o pedido, o centroavante não poderá entrar em campo por outro clube.

Depois de quatro anos, Fred retornou ao clube onde é ídolo e disputou três jogos: contra Volta Redonda, Macaé e Botafogo, pela Taça Rio, mas ainda não fez gol. Com um problema no olho esquerdo, ele passou por cirurgia e vem sendo preparado para voltar ao time no Campeonato Brasileiro. A estreia tricolor está prevista para o dia 9 de agosto, contra o Grêmio em Porto Alegre.

Caso Scarpa durou quase um ano. Relembre
Scarpa entrou na Justiça em dezembro de 2017 contra o Fluminense pedindo a rescisão de contrato, cobrando salários, FGTS e multa. O meia conseguiu se desvincular do Tricolor por meio de um mandado de segurança em janeiro de 2018, e três dias depois foi anunciado como reforço do Palmeiras, onde chegou a entrar em campo.

No entanto, em março de 2018, após o Fluminense entrar com um agravo, desembargadores do TRT-RJ cassaram a liminar que liberava Scarpa de assinar com outro clube e o meia fica impedido de atuar pelo Palmeiras.

Em junho, o Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro negou em definitivo o mandado de segurança do jogador solicitando sua liberação do Fluminense para atuar por outro clube antes do fim do julgamento do processo. Mantendo a decisão do jogador não poder atuar pelo time paulista.

Posteriormente, o meia conseguiu novamente sua liberação do Fluminense na Justiça por meio de um habeas corpus concedido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília. Logo depois, ele acertou o retorno ao Palmeiras. A batalha na Justiça se arrastou até outubro, quando Fluminense, jogador e Palmeiras chegaram a um acordo.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *