- Esportes

Sinal de alerta! Flamengo ultrapassa 50 cartões em 2019, e aspecto disciplinar chama atenção

Em meio aos jogos decisivos deste início de temporada, o Flamengo se classificou para a final do Campeonato Carioca e é vice-líder do Grupo D da Libertadores. O emocional do elenco tem sido posto em teste diante da pressão por resultados em 2019. Sem levantar nenhum caneco no ano passado, o Rubro-Negro terá a primeira grande chance contra o Vasco, quem enfrentará nos próximos dois finais de semana.

Neste contexto, um fator chama a atenção: o número alto de cartões levados pelos jogadores do Fla nesses primeiros 18 jogos do ano. Foram 52, o que representa média de 2,9 por partida. Os clássicos foram os confrontos com mais advertências para os rubro-negros, sendo três deles em Fla-Flus. Abel Braga reconheceu o nível pegado do confronto contra o rival. Para ele, o clássico mais charmoso do país deixou de existir.

Sem psicólogo há cerca de um mês (desde que Alberto Filgueiras foi remanejado para outra área dentro do clube), Abel Braga não se preocupa com a falta de um profissional para auxiliar o elenco.

– Não vejo nenhum tipo de preocupação que tenhamos que ter, uma atenção diferente daquela que nós trabalhamos. É um grupo excelente de trabalho – reforçou Abel.

A quantidade de cartões, porém, se revela preocupante quando comparada com os últimos cinco anos. Nesta temporada, foram 49 amarelos e três vermelhos (dois para Bruno Henrique e um para Gabriel). Em 2018 foram 41 amarelos e quatro vermelhos nas primeiras 18 partidas.

Nos três anos anteriores, o número de cartões não superou o desta temporada nos primeiros 18 jogos oficiais. Foram 32 cartões (29 amarelos e três vermelhos) em 2017, 24 (22 amarelos e dois vermelhos) em 2016 e 45 (43 amarelos e dois vermelhos) em 2015.

No elenco deste ano, 21 jogadores diferentes já foram advertidos. Normalmente, jogadores da defesa costumam liderar as listas dos times. Porém, no Flamengo a lógica está invertida. O quarteto de ataque é quem mais levou cartão até o momento.

Apesar de ser o jogador com maior participação em gols do Fla no ano, Bruno Henrique lidera esta outra lista. No total, foram oito cartões para o camisa 27. Gabriel, artilheiro do time em 2019 com nove gols, vem em seguida com seis. Diego e Everton Ribeiro completam o topo do ranking, com cinco e quatro advertências, respectivamente.

OBS: vale destacar que a pesquisa do Espião inclui o primeiro cartão amarelo aplicado antes de uma expulsão por dois amarelos. Na fase de grupos da Taça Rio, por exemplo, Bruno Henrique teve dois cartões contabilizados no empate em 1 a 1 com o Vasco: o primeiro amarelo e o segundo, que se tornou o vermelho subsequente.

Fonte: Divulgação


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *