- Esportes

UFC estreia em Moscou com duelo de pesos-pesados e legião de russos

A Rússia é um dos países mais tradicionais no MMA, com uma rica história nas artes marciais e vários lutadores lendários como Fedor Emelianenko, Oleg Taktarov e Sergei Kharitonov. Entretanto, em 25 anos, o UFC ainda não havia conseguido chegar ao país do Leste Europeu até este sábado, quando enfim realiza um torneio em Moscou. O evento não contará com nenhuma dessas lendas, nem com o russo mais bem sucedido da história do Ultimate – Khabib Nurmagomedov, atual campeão dos pesos-leves – mas a organização pretende compensar por isso com uma programação repleta de lutadores locais e com um duelo peso-pesado na luta principal.

O Combate transmite o UFC Moscou ao vivo e com exclusividade neste sábado a partir de 11h40 (horário de Brasília). O Combate.com acompanha em Tempo Real, com transmissão ao vivo das duas primeiras lutas do card preliminar.

São dez lutadores russos escalados para o torneio, além de outros três oriundos de nações vizinhas que fizeram parte da extinta União Soviética. O principal deles é o peso-pesado Alexey Oleinik, 41, que tem dupla nacionalidade russa e ucraniana. Apelidado de “Boa Constrictor” (“jiboia”), ele justificou a alcunha ao aplicar o “Estrangulamento Ezequiel”, posição que bloqueia a traqueia e/ou a carótida estando de frente para o adversário, em Junior Albini no UFC Rio 9, em maio passado. Ele não espera, porém, que a mesma posição funcione contra o veterano neozelandês Mark Hunt, 44, seu adversário deste sábado.

– Na minha opinião, eu não consigo fazer este estrangulamento no Mark Hunt. Mark Hunt tem um pescoço muito curto. Acho que vai ser impossível nesta luta, mas tenho algo special para Mark. Se Deus me ajudar, vou tentar mostrar esta surpresa a vocês. Tenho uma outra finalização – provocou Oleinik, em entrevista ao site do UFC.

Finalizar seria o caminho mais seguro para o russo. Afinal, 46 das 56 vitórias conquistadas por ele em sua carreira de 18 anos foram por finalização, e metade das 12 derrotas profissinais de Hunt no MMA foram desta maneira. Mas que ele tome cuidado com as mãos do “Super Samoano”, que conta dez nocautes em sua trajetória, além de outras três vitórias por pontos.

– Este cara está no meu caminho e vou fazê-lo dormir. Eu sou um dos melhores strikers no mundo e ele é um dos melhores grapplers do mundo. Como eu planejo conter seu ataque? Como eu sempre faço: planejo socar ele na cara. Eu vou socar um buraco na cara dele – respondeu Hunt.

Outros destaques do card incluem o peso-meio-pesado ucraniano Nikita Krylov em seu retorno ao UFC após quatro vitórias fora da organização; ele enfrenta o polonês Jan Blachowicz, vencedor de três lutas consecutivas. O bielorrusso Andrei Arlovski, ex-campeão dos pesados, enfrenta o russo Shamil Abdurakhimov pelo card principal. O Brasil estará representado por Thiago “Pitbull” Alves, que encara o estreante russo Alexey Kunchenko, ex-campeão peso-meio-médio do M-1 Global e invicto em 18 lutas.

Confira o card completo:

UFC Moscou
15 de setembro de 2018, na Rússia
CARD PRINCIPAL (15h, horário de Brasília):
Peso-pesado: Mark Hunt x Alexey Oleinik
Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Nikita Krylov
Peso-pesado: Andrei Arlovski x Shamil Abdurakhimov
Peso-meio-médio: Alexey Kunchenko x Thiago Pitbull
CARD PRELIMINAR (11h45, horário de Brasília):
Peso-médio: CB Dollaway x Khalid Murtazaliev
Peso-galo: Petr Yan x Jin Soo Son
Peso-leve: Rustam Khabilov x Kajan Johnson
Peso-leve: Mairbek Taisumov x Desmond Green
Peso-meio-pesado: Magomed Ankalaev x Marcin Prachnio
Peso-médio: Adam Yandiev x Jordan Johnson
Peso-meio-médio: Ramazan Emeev x Stefan Sekulic
Peso-galo: Merab Dvalishvili x Terrion Ware

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *