- Esportes

Vettel admite que falhou na tentativa de repetir ídolo Schumi na Ferrari e analisa mercado

O sonho de repetir o ídolo Michael Schumacher e conseguir vitórias e títulos pela Ferrari acabou numa dispensa por telefone. Sebastian Vettel deixará a equipe ao fim da temporada 2020 e ainda não sabe o que vai fazer, se vai para outra equipe ou parar de correr. Contratado em 2015, Vettel obteve dois vice-campeonatos (2017 e 2018), mas nos últimos anos caiu de desempenho e cometeu muitos erros. Apesar de admitir o fracasso na passagem pela Ferrari, o alemão disse ao site da Fórmula 1 que não se arrependeu de ter deixado a RBR, pela qual levou os títulos de 2010 a 2013.

– Não, não – e essa é a verdade. A Ferrari sempre foi um sonho meu, inspirado maciçamente na minha infância, por Michael no carro vermelho. Fui e ainda sou inspirado por ele, porque penso que ele é o melhor que já existiu. Eu esperava tirar alguns campeonatos do Lewis (Hamilton) para que o recorde de Michael permanecesse um pouco mais; agora estamos um pouco longe para tentar bloqueá-lo. Penso que, olhando para trás, minha missão, meu objetivo era vencer um campeonato e não o fizemos. Então, nesse sentido, falhamos. Mas ainda assim, tivemos alguns anos muito bons, alguns destaques e algumas boas corridas. Então não me arrependo – disse.

Tomando cuidado com as palavras, Vettel admitiu que a dispensa por telefone bem no meio da pandemia de coronavírus não foi nada agradável. Ainda assim, o tetracampeão garantiu que vai se empenhar ao máximo nas demais corridas pelo time de Maranello. Mesmo tendo nas mãos um mediano carro, o modelo SF1000:

– Eu penso que a decisão é a decisão. Sou um profissional nesse sentido e tenho de aceitar qualquer decisão. Você sabe, do jeito que foi, poderia ter sido, talvez, um pouco diferente, mas é o que é e, seja qual for o meu sentimento, devo respeito a eles e dou a eles tudo o que posso e tentando ter a melhor temporada que puder, apesar da situação difícil.

Vettel vem tendo seu nome ligado à Racing Point, o que, pela competitividade da equipe em 2020, não seria um mau negócio, até porque o desempenho tem sido superior ao da Ferrari. Mas o alemão adotou um tom cauteloso ao comentar a possibilidade de se transferir pelo time, até porque não tem noção se essa competitividade permanecerá por muito tempo

– No momento, você olha e provavelmente parece ótimo. Mas você sabe, estou no mercado há tanto tempo que você obviamente tenta olhar além disso em termos de ver o que pode se firmar e o que pode não se firmar ao longo do grid. Estou realmente aqui para conseguir algo e verei no próximo (período) se isso está nas cartas ou não. Acho que isso conduzirá minha decisão. Dadas as circunstâncias certas, sinto que – essa é a confiança que tenho – posso ser tão bom quanto qualquer outro piloto. Mas as coisas precisam estar certas – finalizou.

Passadas três corridas da temporada 2020, Sebastian Vettel é o décimo colocado na classificação geral, com um sexto e um décimo lugares como resultados na zona de pontuação.

Fonte: Globo esporte


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *