- Polícia

Homem confessa crime e diz que receberia drogas pela atuação

Suspeito de envolvimento no assassinato de um homem de 41 anos em março deste ano, Alexandro Souza Gomes, de 22 anos, foi preso na quarta-feira (3), no município de Rio Preto da Eva, distante 57 Km de Manaus, no mesmo local onde ocorreu o crime. Segundo a Polícia Civil, Gomes foi chamado por outro suspeito, que está foragido, para participar do caso em troca de drogas.

Conforme o delegado titular da 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Jony Leão, o crime ocorreu na madrugada do dia 23 de março, na rua Afonso Pena de Carvalho, naquela região. A polícia identificou que, junto ao suspeito preso, outra pessoa participou do crime.

“As investigações apontaram como autores: Alexandro e Brendson [que está foragido] e é o ‘cabeça’ dessa história. A vítima tinha uma dívida de R$ 1 mil, de drogas com o Brendson. Com isso, planejou a morte e chamou o Alexandro apenas com uma promessa de uma porção de cocaína”, explicou o delegado.

Leão contou ainda que, a vítima foi assassina de forma brutal, com golpes de um “machadinho” no rosto. O caso, segundo ele, foi de grande repercussão no município.

Por meio de um trabalho de investigação, a polícia chegou até um dos suspeitos por meio de um mandado prisão preventiva. Ele foi apresentado durante coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (5) na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil, na Zona Oeste de Manaus. O suspeito confessa envolvimento e contou de forma detalhada aos policiais como o esquema funcionava.

Questionado sobre o crime, o suspeito confessou participação, mas relatou que o “mandante” do crime foi um homem identificado como Brendson, conhecido como “neguinho”. Na ocasião, ele disse que se envolveu pois o amigo garantiu em troca, uma porção de cocaína.

Gomes foi indiciado por homicídio qualificado. Após os procedimentos cabíveis, o homem será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.

Fonte: G1/am


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *