- Polícia

Jovem preso no Pará envolvido em latrocínio que aconteceu em agosto de 2017

O delegado Orlando Amaral, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou na manhã desta quinta-feira (04), durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da especializada, sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva em nome de Rodrigo Pimentel Aquino, 24, envolvido em latrocínio que teve como vítima Thalles Josafá da Silva Furtado. O crime aconteceu na manhã do dia 8 de agosto de 2017, no bairro Colônia Santo Antônio, zona Norte de Manaus. A vítima tinha 17 anos.
De acordo com o titular da DEHS, ao longo das diligências em torno do caso, a equipe da especializada constatou que Rodrigo havia fugido para Santarém, no estado do Pará. O delegado então entrou em contato com policiais civis daquela cidade e encaminhou a ordem judicial em nome do infrator, além de imagens do indivíduo, para auxiliar na identificação e localização dele. Rodrigo foi preso no dia 4 de setembro deste ano, por policiais civis que atuam em Santarém. Ele foi transferido para Manaus na tarde de quarta-feira (03).

A ordem judicial em nome do infrator foi expedida no dia 24 de agosto deste ano, pela juíza Roseane do Vale Cavalcante Brito, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Manaus.
O titular da DEHS relatou durante a coletiva de imprensa que, no dia do delito, Rodrigo e mais três infratores aguardaram o momento em que o pai da vítima sairia da casa da família, no mesmo bairro onde o adolescente foi alvejado e veio a óbito. Logo após o homem deixar o imóvel, a mãe do adolescente foi fechar o portão. Segundo o delegado, os infratores abordaram a mulher nesse momento, invadiram a residência e anunciaram o roubo. Os moradores foram ameaçados de morte e tiveram diversos pertences subtraídos. “Logo após a ação criminosa, os quatro infratores empreenderam fuga na motocicleta da família, da montadora Honda, modelo XRE. Momentos depois da fuga, Thalles Josafá, acompanhado do pai dele e de um conhecido, começou a perseguir os infratores em um veículo. O bando entrou em uma rua sem saída e passou a efetuar disparos de arma de fogo. O adolescente foi atingido com três disparos. Ele ainda chegou a ser socorrido, foi levado a um hospital da capital, mas veio a óbito naquele mesmo dia”, explicou Amaral.

Orlando Amaral destacou que o caso está elucidado. Os outros três infratores que participaram da ação criminosa já foram identificados. César Augusto Araújo da Silva, 21, e Paulo Ricardo da Cruz Nascimento, 20, conhecido como “Dudu”, foram presos em junho deste ano e já respondem pelo delito. Já Dário Henrique Lima Lira, que tinha 20 anos, veio a óbito um dia após o latrocínio.

A autoridade policial informou, ainda, que a equipe de investigação possui imagens que mostram os indivíduos com armas de fogo na mão. Rodrigo nega ter sido autor dos disparos que atingiram a vítima, mas confessa participação no crime. Dário, um dos envolvidos, era ex-funcionário de uma empresa da família. Ele teria repassado informações privilegiadas sobre a rotina das vítimas para que os comparsas cometessem o delito.

Rodrigo foi indiciado por latrocínio e será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), situado no quilômetro oito da rodovia BR-174 (Manaus – Boa Vista), onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: PC/AM


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *