- Polícia

Polícia Civil prende jovem procurado pela autoria de duplo homicídio ocorrido no bairro Redenção

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), sob o comando do delegado Orlando Amaral, titular da unidade policial, cumpriu, na manhã do último sábado (15/12), por volta das 9h, mandado de prisão preventiva por homicídio duplamente qualificado em nome de Ângelo Ricardo da Silva Leocádio Junior, 18, procurado pela autoria das mortes de tia e sobrinho, no Conjunto Hiléia, bairro Redenção, zona centro-oeste da cidade.

De acordo com o titular da DEHS, as mortes aconteceram no dia 3 dezembro deste ano, na casa onde Arlete Pinheiro de Araújo e o sobrinho, Alexsandro Mateus Araújo de Lima, moravam. As vítimas tinham, respectivamente, 70 e 31 anos. Os corpos foram encontrados no dia seguinte à ação criminosa, despidos e com as cabeças esmagadas, cada um em um banheiro do imóvel. Ângelo Ricardo deixou o local vestindo roupas de Alexsandro.

O infrator foi apresentado durante coletiva de imprensa realizada às 10h desta segunda-feira (17/12), no prédio da Delegacia Geral. Na ocasião, o secretário da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Amadeu Soares, destacou o excelente trabalho desempenhado pelos policiais civis da DEHS na elucidação do caso. “Essa é mais uma ação magnífica da equipe do delegado Orlando Amaral, que desde o primeiro dia trabalhou incessantemente para elucidar esse duplo homicídio bárbaro”, argumentou.

Investigação e prisão

Conforme o delegado Orlando Amaral, ao longo das investigações, os policiais civis da DEHS verificaram as imagens de uma câmera de segurança instalada nas proximidades do local do crime, que registrou o momento em que Ângelo deixou o lugar vestindo as roupas de Alexsandro. A partir disso, foram iniciadas diligências para identificar e localizar o infrator.

“Após disponibilizarmos essa imagem para a imprensa, as delações que chegavam nos ajudaram bastante a localizar o infrator. Efetuamos a prisão de Ângelo na manhã do último sábado (15/12), por volta das 9h, em uma quitinete no município de Presidente Figueiredo, distante 107 quilômetros em linha reta da capital. Ele estava junto com outras duas pessoas, que não tinham qualquer envolvimento no crime”, explicou Amaral.

O mandado de prisão preventiva por homicídio duplamente qualificado em nome de Ângelo foi expedido pela juíza Roseana do Vale Cavalcante Jacinto, no Plantão Criminal. Encaminhado à DEHS, em Manaus, o jovem, em depoimento, argumentou que havia conhecido Alexsandro há cerca de uma semana, por meio de uma rede social.

“Ângelo nos informou que no dia 3 de dezembro ele e Alexsandro marcaram um encontro na casa da vítima, que era homossexual. O infrator relatou que, na ocasião, houve um desentendimento entre ele e a vítima porque Ângelo teria desistido de manter relações sexuais. Eles travaram luta corporal e, no momento da briga, o infrator jogou a vítima no chão. Alexsandro bateu a cabeça e desmaiou. Em seguida, o infrator pegou uma tesoura e golpeou Alexsandro até a morte”, disse o titular da DEHS.

O delegado Orlando Amaral ressaltou que após a idosa chegar em casa, notou o que havia acontecido. Em razão disso, Ângelo decidiu matá-la também, da mesma maneira que agiu com o sobrinho dela. Os objetos levados da casa das vítimas foram todos recuperados pela equipe da DEHS, dentre eles um videogame, notebook, mochila, roupas, aparelho celular e perfumes.

“Estamos tratando o crime como homicídio porque, apesar dele ter levado os pertences da casa, argumentou que apenas subtraiu os objetos para maquiar a cena do crime e dificultar as nossas investigações em torno do caso”, relatou Amaral.

Indiciado

Ângelo foi indiciado por duplo homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, o jovem será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Fonte: Secom/PC


There is no ads to display, Please add some

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *